Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Marcelo Oliveira explica dificuldades do Cruzeiro em amistoso

Do correspondente Wanderson Lima Miami (Estados Unidos)

O Cruzeiro voltou a vencer o Miami Dade, no segundo amistoso da Raposa nos Estados Unidos. No jogo de domingo passado, os celestes venceram por 5 a 1, mas dessa vez o placar foi mais apertado, apenas 2 a 1, o que foi explicado pelo técnico Marcelo Oliveira devido as condições adversas de jogo. Segundo ele, o gramado sintético e a melhor preparação do adversário dificultaram as ações cruzeirenses.

“Tivemos algumas dificuldades no início do jogo até os primeiros 25 minutos por causa da grama sintética. A bola quicava muito no campo duro e o time do Cruzeiro joga com a bola no chão, além disso o adversário em relação ao jogo passado se organizou melhor, estava muito empolgado, marcou forte e dificultou para a gente. O proveito maior do amistoso foi no sentido físico, movimentação e ver o nível de concentração dos jogadores” analisou.

O treinador cruzeirense fez questão de elogiar o desempenho do zagueiro Manoel e do meia-atacante Alisson. “Gostei do Manoel mais uma vez, o Alisson pela esquerda muito bem ajudando na marcação, saindo com velocidade e vamos agora partir para confrontos mais importantes, procurar treinar bastante também para voltar com ritmo alto em condição de seguir bem no Brasileiro” declarou.

Divulgação/Cruzeiro E. C.
Marcelo Oliveira viu pontos positivos e negativos em vitória por 2 a 1 sobre o Miami Dade (Foto: Washington Alves/Light Press)

A equipe da Raposa segue para três amistosos agora com equipes mexicanas, América, Tigres e Chivas. Diante disso Marcelo oliveira salientou o momento importante do futebol mexicano, inclusive na Copa do Mundo no Brasil, projetando partidas mais complicadas para o Cruzeiro.

“O futebol mexicano sempre teve boas seleções e bons times, sempre importam jogadores da Argentina e do Brasil, e certamente teremos dificuldades maiores nestes amistosos, mas é para isso mesmo que estamos aqui no trabalho de preparação. Devemos demonstrar ser um time competitivo, criar situações novas em relação ao ataque, agora que estamos jogando com Mayke de um lado e Egídio do outro e esperamos tirar o melhor proveito” concluiu.