Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Mesmo eliminado, Camarões fará Felipão fechar treino no DF

Tossiro Neto Teresópolis (RJ)

O técnico da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari, não quer correr o risco de um vexame na próxima segunda-feira, quando decidirá a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo diante do já eliminado time de Camarões, em Brasília. Por isso, decidiu que fechará o treinamento da véspera no palco da partida.

Até o momento, em apenas uma sessão a imprensa teve acesso restrito. Foi justamente um dia antes do empate sem gol o México. Na ocasião, a exemplo do que será feito agora, Felipão permitiu que os jornalistas vissem a movimentação por apenas 15 minutos – período mínimo exigido pela Fifa e que outras seleções adotam como padrão.

Encarar a partida contra Camarões com espírito de decisão é o que o treinador tem pedido a seus atletas. “Eles estão eliminados e virão com o orgulho ferido, com vontade de ganhar da gente, o que também seria um título para eles, de certo modo. Temos consciência de que vamos enfrentar um time aguerrido, com muita qualidade, que vai querer voltar ao seu país tendo vencido o Brasil, no Brasil”, disse o zagueiro David Luiz, nesta sexta-feira.

Fernando Dantas/Gazeta Press
O zagueiro David Luiz espera jogo complicado contra Camarões

O lateral esquerdo Marcelo, outro a conceder entrevista a três dias do jogo, repetiu o discurso ensinado por Felipão. “Vai ser um jogo muito difícil. Além de não terem mais responsabilidade alguma, os jogadores de Camarões são muito fortes, têm qualidade. Temos que ir para qualquer jogo sempre respeitando a seleção rival”, argumentou.

Para se classificar sem depender de ajuda alheia, a Seleção Brasileira (com quatro pontos ganhos em duas rodadas) precisa apenas empatar com a equipe africana. O objetivo, porém, é avançar de fase na primeira colocação do grupo A para enfrentar o vice-líder da chave B, meta com que croatas e mexicanos também ainda sonham.

O último treino de Felipão na Granja Comary será na tarde deste sábado. Em seguida, a delegação segue viagem para Brasília.