Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

México faz Oscar lembrar prata olímpica e vitória em Fortaleza

Tossiro Neto Teresópolis (RJ)

São duas as recordações de Oscar sobre o México, próximo adversário da Seleção, na terça-feira, em Fortaleza. A primeira, triste, foi a derrota na decisão dos Jogos Olímpicos de 2012. Um ano depois, porém, a equipe brasileira venceu por 2 a 0, curiosamente também na capital cearense, ao longo do trajeto do título da Copa das Confederações.

"Fico triste de ter perdido aquele jogo", disse o meia, quando questionado sobre o revés por 2 a 1, em Londres. "Seria uma medalha de ouro que o Brasil nunca conquistou, e a gente acabou perdendo na final. A gente sabe que o México é um time muito bom, sempre deu dificuldade, e não vai ser diferente agora. Espero que nossa seleção, na próxima Olimpíada, conquiste o ouro".

O reencontro com os mexicanos não demorou nem um ano. Em junho de 2013, o Brasil encarou a seleção da Concacaf no mesmo palco do jogo de terça-feira, a Arena Castelão, e venceu com gols dos atacantes Neymar e Jô, um logo no começo, outro nos minutos finais.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Meia estava em campo na derrota por 2 a 1 para os mexicanos, na decisão dos Jogos Olímpicos de 2012
"Foi uma grande vitória", recorda-se. "Fizemos um belo jogo, principalmente no primeiro tempo, pressionando. Fizemos o gol logo no começo, o que nos ajudou a ter tranquilidade. Mas o México também teve chance. Foi um jogo muito difícil. A gente espera relembrar os momentos bons, corrigir os momentos ruins daquele jogo e ser quase perfeito".

Para tentar alcançar a perfeição, a Seleção tem mais dois dias de treino, um na Granja Comary e outro em Fortaleza. Até o momento, depois da estreia vitoriosa sobre a Croácia, apenas os reservas tiveram contato com bola em Teresópolis.

"Treinamos a semana passada toda para enfrentar a Croácia. Agora, vamos treinar para nos adaptarmos ao México. Vai ser um jogo diferente. O México tem uma boa saída de bola e um contra-ataque muito rápido. Vamos treinar bastante para enfrentar o México, vencê-lo e se classificar", comentou Oscar, confiante, apesar de saber "que agora é Copa do Mundo, a vontade é extra dos dois lados de vencer o jogo, e vai ser muito difícil".

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade