Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Miguel Herrera exalta postura da seleção mexicana: "Ninguém tremeu"

São Lourenço da Mata (PE)

Após realizar uma trajetória inconstante nas Eliminatórias da Concacaf, o México chegou pressionado em solo brasileiro, mas conseguiu a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo. Na tarde desta segunda-feira, a equipe norte-americana venceu a Croácia, na Arena Pernambuco, pelo placar de 3 a 1. O resultado eliminou os balcânicos e deixou as águias no segundo lugar do Grupo A.

Satisfeito com a postura de seus comandados, o técnico Miguel Herrera exaltou o comportamento dos jogadores dentro das quatro linhas: “Encontramos uma equipe extremamente difícil de se enfrentar pela frente, mas meu pessoal deu a alma. Ninguém tremeu em campo. É preciso exaltar o que aconteceu lá dentro: todos garotos fizeram um grande trabalho. É o dia mais feliz do Mundial para a nação mexicana e espero que alegrias como essa se repitam”, sintetizou.

AFP
"É preciso exaltar o que aconteceu lá dentro: todos garotos fizeram um grande trabalho", disse Herrera

Na segunda etapa, Herrera promoveu a entrada do atacante Javier Hernández, o popular Chicharito, que defende o Manchester United-ING. Com poucos minutos em campo, o dianteiro deixou sua marca, anotando o terceiro gol mexicano. Vibrante, o atacante expôs sua felicidade e fez questão de exaltar a importância da torcida em São Lourenço da Mata-PE: “Muitos mexicanos vieram nos apoiar, mas tivemos também brasileiros torcendo pela gente aqui. Damos o máximo em campo como forma de retribuir o carinho de cada um”, completou.

Por fim, o “talismã” de Herrera mostrou-se enfático quando questionado sobre a Holanda, o próximo adversário tricolor no Mundial: “Amanhã já estaremos pensando em nosso rival. Temos que estar preparados, pois eles possuem um elenco muito qualificado. Porém, já demos três passos importantes e estamos dispostos a fazer história”, resumiu.

O duelo contra a Laranja Mecânica, válido pelas oitavas de final, ocorre neste domingo, às 13 horas (de Brasília), na Arena Castelão, em Fortaleza-CE.

AFP
Chicharito celebra o terceiro gol mexicano: o dianteiro saiu do banco de reservas para coroar o triunfo