Futebol/Copa 2014 - ( )

Mikel não esconde decepção da Nigéria e culpa ferrolho iraniano

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

A decisão deve ter sido difícil para os eleitores após o fraco empate em 0 a 0 de Irã e Nigéria, na estreia de Curitiba como sede na Copa do Mundo de 2014, mas, o meia John Obi Mikel foi eleito o homem da partida em uma ação promocional de um dos patrocinadores da Fifa. Sorteado para o antidoping, o jogador falou rapidamente com a imprensa e não escondeu a frustração pelo resultado.

“Acho que todos estamos decepcionados. O primeiro jogo de todos os torneios são muito importantes. E viemos até aqui para vencer”, disse o jogador, dando crédito ao adversário, que segurou a pressão com seu ferrolho e conseguir desestabilizar os africanos. “Se você assistir o jogo dos iranianos, eles tinham uma boa ideia do que fazer para impedir nossos passes. Foi difícil para nós criarmos oportunidades”, completou.

Para Mikel, a explicação mais plausível para o rendimento nigeriano é a forma agressiva de atacar nos 20 primeiros minutos, sem sucesso, que acabou aumentando a ansiedade em campo. “Colocamos pressão por 20 minutos e eles frustraram tudo que tentamos fazer. Queríamos vencer, viemos aqui para isso. Mas, fomos surpreendidos, eles jogaram diferente”, avaliou.

Se foi duro diante do Irã, Argentina e Bósnia seriam ainda mais temidos. Porém, o meia acredita que o estilo de jogo mais aberto dos adversários pode ajudar. “Nós ainda temos mais dois jogos para jogar. Acho que o próximo jogo será muito importante para nós e temos que voltar a treinar e corrigir aquilo que nós erramos. Talvez no próximo jogo tenhamos um resultado melhor. Hoje eles ficaram muito recuados. Agora, precisamos criar mais oportunidades para vencer a partida”, finalizou.

AFP
John Obi Mikel não escondeu o desapontamento pelo empate com o Irã (Foto:JEWEL SAMAD)

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade