Futebol/Copa do Mundo - ( )

Mondragón entra em campo no fim e é mais velho a atuar em Mundiais

Cuiabá (MT)

Esta terça-feira será um dia inesquecível para a Colômbia. Além de fechar em grande estilo sua participação na primeira fase, a seleção colombiana marcou seu nome na história por ter o atleta mais velho em campo na história dos Mundiais.

O feito foi registrado pelo goleiro Faryd Mondragón, de 43 anos. Ele substituiu Ospina aos 39 minutos do segundo tempo e superou a marca que pertencia ao camaronês Roger Milla, que jogou em 1994 com 42 anos de idade.

Mondragón, goleiro do Deportivo Cali, foi o goleiro titular da seleção Cafetera em 1998, última vez em que os colombianos haviam participado de uma Copa do Mundo.

Garantida nas oitavas de final com uma rodada de antecedência, a Colômbia, a exemplo da Holanda, completou sua passagem pela primeira fase com 100% de aproveitamento no Grupo C. Agora, o próximo rival é o Uruguai, que foi o segundo colocado do Grupo D.

AFP
Mesmo com pouco tempo em campo, Mondragón fez uma grande defesa. (Foto: Luis Acosta)