Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( )

Muricy prevê campeonato “duríssimo”, mas garante time forte após Copa

Yan Resende, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

O São Paulo cumpriu o objetivo traçado por Muricy Ramalho. Neste sábado, a equipe do Morumbi venceu o Atlético-MG, por 2 a 1, e abriu a nona rodada do Campeonato Brasileiro na vice-liderança da competição. Agora, o Tricolor precisa esperar o término da rodada, mas deve fechar essa primeira parte, antes da parada para a Copa do Mundo, entre os quatro primeiros colocados. O cenário, de acordo com seu treinador, é fundamental para um bom retorno em julho.

“Era o que a gente queria: acabar esse minicampeonato nas primeiras colocações. Isso é importante para volta forte, o torcedor pode ter certeza que na volta estaremos fortes”, disse Muricy Ramalho, que prevê um Campeonato Brasileiro ainda mais forte no segundo semestre.

De acordo com o treinador, é preciso estar atento a todas as movimentações realizadas no mundo do futebol durante esta parada, já que todas as equipes estarão atrás de reforços. Desta forma, Muricy Ramalho não quer ficar atrás de seus concorrentes no retorno após a Copa.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Muricy disse ter cumprido o objetivo traçado para o São Paulo nestas nove rodadas antes da Copa do Mundo
“Você tem obrigação de estar atento ao mundo do futebol, pois tem um movimento muito forte de investimento. Os clubes vão voltar muito fortes, pode ter certeza, e não podemos ficar para trás. Vai ser um campeonato duríssimo. Não pode dormir, não, porque os clubes estão trabalhando, em silencio, estão sendo inteligentes desta vez, e os elencos vão mudar”, explicou o comandante.

Apesar da expectativa por reforços, além do retorno de Alan Kardec, que só pode estrear com a camisa do São Paulo em julho, Muricy Ramalho garante que não correrá, pessoalmente, atrás de jogadores. O treinador afirmou que não tem a postura de ficar ligando para atletas, já que esta é uma função da diretoria.

“Eu não fico ligando para jogadores, isso não é meu papel. É claro que a gente tem conversado com a diretoria, vai haver movimento, e a gente tem que estar atento. Meu papel é esse. Vou ficar em São Paulo, não vou viajar, e vamos nos reunir. Temos assuntos para tratar, mas não sou de ligar para ninguém não. Meu papel é só indicar jogadores e a diretoria vai atrás para acertar”, completou o treinador.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade