Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Na Copa das Américas, francês já teme oitavas contra Argentina

Tossiro Neto Rio de Janeiro (RJ)

A supremacia de equipes da América na Copa do Mundo deste ano preocupa alguns torcedores da França. Não para a partida desta quarta-feira, contra o Equador, que dificilmente tirará a vaga de sua seleção para as oitavas de final. A preocupação é com os adversários que poderão surgir nas fases seguintes do torneio.

"Temos que esperar esse próximo jogo e saber se vamos jogar contra Nigéria ou Argentina nas oitavas", disse o nantense Behja Jouo, um dos primeiros franceses a chegar ao Maracanã, quando questionado se acreditava que a equipe treinada por Didier Deschamps poderia ser a salvação da Europa. "Contra a Nigéria, ok. Mas a Argentina é bem mais difícil", justificou.

Até o momento, além de Brasil e Chile, que se enfrentarão no sábado, outros cinco representantes das Américas avançaram da primeira fase: Colômbia, Uruguai, México, Costa Rica e Argentina. Os argentinos conhecerão apenas nesta quarta-feira seu adversário – depois de disputarem a primeira colocação de sua chave diante da Nigéria, terão de aguardar os resultados do grupo da França.

Tossiro Neto/Gazeta Press
Torcedor da França reconhece a força dos países da América na competição e teme encarar Argentina nas oitavas
Entre os europeus, apenas Holanda, Grécia e Bélgica têm vaga garantida, e três campeões mundiais (Espanha, Inglaterra e Itália) já caíram. "É porque os times da América do Sul foram melhores", tentou explicar Behja, que não esbanja otimismo nem mesmo para o confronto desta tarde, ainda que duvide que a França possa ser eliminada. Isso só acontecerá se a Suíça, que encara Honduras, tirar a diferença de três pontos e do saldo de oito gols negativos.

"O principal é a França não perder, mas estou confiante em uma vitória. Talvez por 1 a 0. E um 0 a 0 seria bom também", falou, abrindo um sorriso para responder em quem aposta para fazer o gol da vitória. "Benzema, por que não? Se ele marcar, chega a quatro gols e iguala o Neymar na artilharia", riu, em mais uma comparação entre europeus e sul-americanos.

O duelo entre Equador e França, no Maracanã, está marcado para 17 horas (de Brasília) desta quarta-feira, mesmo horário em que Honduras e Suíça duelarão na Arena Amazônia.