Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Na expectativa de bater recorde na Copa, colombiano completa 43 anos

Cuiabá (MT)

O colombiano Faryd Mondragón completa 43 anos neste sábado e vive a expectativa de quebrar um recorde em Copas do Mundo: tornar-se o jogador mais velho a atuar na competição. Para isso, o goleiro reserva espera ganhar a vaga de titular no confronto entre Colômbia e Japão, na próxima terça-feira, na Arena Pantanal.

Atualmente, Mondragón já é 11 meses mais velho do que o camaronês Roger Milla, que estabeleceu o recorde em 1994, curiosamente o mesmo ano em que o colombiano disputou seu primeiro Mundial.

Tendo a chance também de se tornar o primeiro jogador a disputar dois torneios separados por 20 anos, o goleiro espera ganhar a vaga de titular de David Ospina para o duelo contra o Japão, o que não é impossível, já que a Colômbia já está classificada com seis pontos e o treinador ainda não descartou a possibilidade de poupar alguns atletas.

Sentindo-se “privilegiado” por disputar uma Copa do Mundo aos 43 anos, Mondragón também não poupa elogios à equipe líder do Grupo C. “A fome de glória desse grupo tem sido maravilhosa”, destaca.

AFP
Com a Colômbia classificada, Mondragón tem a chance de ser titular contra o Japão