Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Na volta à Itália, dirigente acredita que Pirlo não deixará seleção

Milão (Itália)

A delegação da seleção italiana chegou nesta quinta-feira a Milão, após a precoce eliminação da Copa do Mundo de 2014, sob chuva e neblina. Foi a primeira escala do voo, que ainda deve seguir até a capital Roma.

Sem a presença de torcedores protestando pelo mau desempenho do time na competição e com alguns poucos jornalistas italianos, a maioria dos jogadores que desceram no local foram para o ônibus sem contato com a imprensa. A única exceção foi o goleiro e capitão Gianluigi Buffon, que conversou rapidamente do outro lado do alambrado do aeroporto.

“Balotelli? Falo apenas sobre futebol. Acredito que deixamos uma impressão ruim com esses resultados”, limitou-se a responder o veterano ao La Gazzetta dello Sport, quando perguntado sobre uma possível indireta dos jogadores mais velhos do elenco quanto à displicência do atacante do Milan no Mundial.

Pirlo - Vice-presidente Federação Italiana, Demetrio Albertini afirmou contar com o meia Andrea Pirlo para a fase de transição da equipe após o pedido de demissão de Cesare Prandelli. “Esperamos que fique. Considero ele como um dos cinco melhores jogadores da história do futebol italiano”.

AFP
Pirlo ainda não anunciou publicamente se irá se aposentar da seleção italiana de futebol

Ex-jogador e hoje cartola, Albertini revelou que acredita que Pirlo, de 35 anos, não irá se aposentar da seleção após a decepcionante eliminação na Copa do Mundo. “Se o novo treinador achar apropriado, ele deve permanecer à disposição da Itália”, afirmou.