Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

"Não merecíamos um resultado tão pesado", lamenta o grego Karnezis

Belo Horizonte (MG)

Na primeira partida em que disputou na Copa do Mundo de 2014, a Grécia teve sua postura defensiva quebrada logo aos cinco minutos do primeiro tempo, quando o lateral colombiano Armero balançou a rede de Karnezis com um chute rasteiro, no canto direito. O revés fez os comandados de Fernando Santos buscarem o jogo, mas na chance mais próxima que criaram, carimbaram o travessão de Ospina.

Após o revés, o goleiro grego lamentou as chances desperdiçadas, mas não pregou abatimento, tampouco conformismo: “Não merecíamos um resultado tão pesado. Nós tínhamos as nossas possibilidades, mas, infelizmente, batemos na trave. Isso é o futebol. O placar não reflete a nossa postura. Agora temos que focar integralmente no próximo jogo. É um grande mérito estar no Brasil e temos que aproveitar isso da melhor forma: vencendo”, sintetizou, em entrevista à estatal grega Nepit.

Na contramão de Karnezis, o técnico português Fernando Santos afirmou que o saldo colombiano foi coerente com a apresentação helênica no Mineirão: “Quando você perde por 3 a 0, jamais pode falar em injustiça. Discursar assim é como não querer ver a realidade. O placar foi duro e precisamos ter cuidado com nosso comportamento daqui em diante”, enfatizou.

O próximo compromisso alviazul será nesta quinta-feira, às 19 horas (de Brasília), diante do Japão, na Arena das Dunas, em Natal-RN. Completa a segunda rodada do Grupo C o jogo entre Colômbia e Costa do Marfim, que ocorre no mesmo dia, - mas às 13 horas – no Estádio Mané Garrincha, em Brasília-DF.

AFP
Pablo Armero, Teófilo Gutierrez e James Rodríguez balançaram a rede defendida por Karnezis no Mineirão

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade