Futebol/Copa 2014 - ( )

Neymar revela cobranças após as primeiras rodadas e enaltece o grupo

Helder Júnior, enviado especial Brasília (DF)

De óculos e sorriso no rosto, Neymar foi o último jogador a se dirigir para o ônibus da Seleção Brasileira após a goleada por 4 a 1 sobre Camarões, nesta segunda-feira. Autor de dois gols na partida e eleito o melhor em campo no Mané Garrincha, o atacante conseguiu enxergar uma nítida melhora na equipe após atuações contestadas diante de Croácia e México.

“Nós nos cobramos muito. Sabíamos que estava faltando um algo a mais da nossa equipe e cobramos isso. A gente demonstrou hoje que pode, sim, jogar muito bem”, comentou Neymar, contrariando o discurso de seus companheiros e do técnico Luiz Felipe Scolari, que consideravam normal o desempenho apresentado até então na Copa do Mundo.

Neymar foi o grande responsável para que o Brasil deixasse de ser criticado a partir do jogo com Camarões. Ao ouvir que “já é o melhor jogador do Mundial”, no entanto, ele se retraiu e preferiu enaltecer o restante do grupo nacional.

“Enfatizo a Seleção por ter feito uma grande partida. Todos correram. Estou muito feliz com a minha atuação, mas não faço nada sozinho. Dependo dos meus companheiros. Uns roubam a bola, outros fazem a movimentação necessária. São eles que me fazem crescer como jogador e como homem”, discursou o destaque brasileiro.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
De acordo com o artilheiro da Copa do Mundo, "estava faltando um algo a mais" à Seleção