Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Paraná sai sob vaias e Giancarlo tenta dialogar com a torcida

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

Sob gritos de vergonha, vaias e com torcedores revoltados discutindo e cobrando atletas na saída do gramado, a crise do Paraná Clube ganhou mais um triste capítulo após a derrota para o Luverdense, por 2 a 0, na Vila Capanema. Na saída do gramado, o atacante Giancarlo, bastante cobrado por suas declarações a respeito da falta de pagamentos, tentou dialogar com um grupo mais exaltado e quase agravou a situação.

“Está difícil, vamos ter que melhorar. Quero pedir calma. Sou amigo da torcida, tenho uma identidade coma torcida. Quero conversar. Eu também estou sofrendo”, disse aos torcedores, prometendo ajudar a tirar o time da zona de rebaixamento. “Vamos reverter, vamos reverter. Eu estou junto com a torcida”, completou o artilheiro paranista, sendo retirado de campo pelos seguranças, eu o impediram de passar pelo alambrado.

Giancarlo, que tornou público problemas envolvendo falta de pagamento por parte do empresário e do clube, não poupou ninguém desta vez. “Está todo mundo de cabeça quente. Mas tem que falar a verdade. Todo mundo precisa dar um pouco mais. Até mesmo os jogadores. O time não jogou, foi uma noite infeliz. O torcedor tem razão de cobrar. O que a gente fez hoje não é o que a gente tem feito”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade