Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Polícia Federal e delegação colombiana se desentendem na volta a SP

São Paulo (SP)

De volta a São Paulo após a vitória por 3 a 0 sobre a Grécia no Mineirão, em Belo Horizonte, pela primeira rodada da Copa do Mundo, a delegação da Colômbia se envolveu em uma confusão com agentes da Polícia Federal na manhã deste domingo.

Membros da Federação Colombiana de Futebol discutiram com a Polícia devido à forma como foi realizada a escolta do Aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, até Cotia, onde a equipe está hospedada durante o Mundial.

De acordo com os colombianos, os atletas ficaram incomodados com a demora para chegar no local. O ônibus da delegação estaria se movendo a pouco mais de 20 km/h, por conta da escolta realizada pela Polícia.

Para defender os atletas, que estariam cansados pelo jogo de sábado e pela desgastante viagem na sequência, algumas pessoas da delegação da Colômbia chegaram a trocar empurrões com agentes da Polícia Federal.

Em nota, a Federação Colombiana lamentou o episódio e prometeu levar o caso até a Fifa. “A seleção de futebol da Colômbia lamenta a atitude da Polícia Federal de São Paulo, que durante algumas horas causou agitação em jogadores e membros da delegação. A Federação já solicitou à Fifa uma solução imediata para o caso”, diz a publicação.

Ministério da Justiça se defende das acusações

Por meio de nota oficial divulgada na tarde deste domingo, o Ministério da Justiça se defendeu e disse já ter tomado “as providências cabíveis para garantir a segurança da seleção colombiana em todos os trajetos do país”.

“A Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos, do Ministério da Justiça, esclarece que a segurança de todas as seleções recebem o mesmo tratamento de acordo com o previsto no Planejamento de Segurança para a Copa”, diz trecho da nota.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade