Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Por defesa nos acréscimos, Júlio César se sente fundamental em 0 a 0

Helder Júnior, enviado especial Fortaleza (CE)

Aos 46 minutos do segundo tempo, a Seleção Brasileira quase foi derrotada logo no segundo jogo na Copa do Mundo em que é anfitriã em chute cruzado de Jiménez. Júlio César, contudo, se esticou para espalmar a finalização do mexicano e, assim, se sentir importante para garantir o empate sem gols nesta terça-feira, em Fortaleza.

“No primeiro tempo, fiz uma boa defesa e tivemos a sorte de darem tiro de meta. No final, tive um papel fundamental com uma defesa para garantir o empate”, definiu o goleiro, que realmente teve poucas defesas difíceis porque a maioria das finalizações adversárias não chegou ao seu gol.

O veterano camisa 12, porém, precisou trabalhar para que seus colegas de defesa respirassem. “A equipe mexicana estava crescendo muito no jogo, impondo o forte ritmo deles. Vi os jogadores um pouco ofegantes porque, a todo o momento, eles estavam chegando com perigo. Eu queria segurar para eles respirarem um pouco. Foi uma equipe que merece nosso respeito”, definiu.

O goleiro ainda ressaltou as quatro grandes defesas de Ochoa. “Sabíamos que ia ser uma partida muito difícil, sempre é assim contra o México. Vale frisar que o goleiro fez uma grande partida. Mesmo não apresentando o melhor futebol, as melhores oportunidades foram nossas. O México impôs o ritmo deles e foi um jogo aberto para os dois lados. Parabéns para as duas equipes”, disse, lamentando só pela torcida.

AFP
Goleiro fez poucas defesas difíceis por falta de pontaria mexicana, mas foi bem em chute de Jiménez
“O México é uma seleção que merece todo o nosso respeito, joga bem sempre, sabe impor o seu futebol. Contra o Brasil, sempre mostrou isso. Foi um jogo bonito. O torcedor sai triste por não ter saído o gol, mas, dos dois lados, seleções satisfeitas com o que foi demonstrado em campo”, analisou.

Como um dos líderes do elenco, Júlio César tira como lição que os rivais sabem o que o Brasil pode apresentar neste Mundial, explicando a atuação mexicana nesta tarde. “Os adversários sabem da qualidade dos nossos jogadores e estão se preparando melhor”, indicou.