Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Presidente da Federação da Costa Rica ironiza: “Eu gosto dos europeus”

Do correspondente Tiago Salazar Santos (SP)

A Costa Rica surpreendeu ao desbancar Itália, Inglaterra e Uruguai na fase de grupos da Copa do Mundo e avançar às oitavas de final como líder da chave. Agora, os costarriquenhos mandaram para casa a seleção grega e chegaram, pela primeira vez na história, a fase de quartas de final.

Ao retornar a Santos, cidade base da seleção para o período de treinos deste Mundial, o presidente da Federação Costarriquenha de Futebol, Eduardo Li Sánchez, não escondeu o orgulho que os Ticos estavam passando aos seus compatriotas.

“Fico feliz pela Costa Rica. É um momento em que o país está em festa e estamos satisfeitos por isso”, disse Sánchez, para em seguida admitir que La Sele se preparou para surpreender, mas não espetava tanto sucesso. “Não (esperávamos). Nós queríamos passar em segundo lugar, porém, saímos preparados, sabendo que era um grupo muito forte”.

Quando questionado sobre o próximo adversário, a poderosa seleção da Holanda, vice-campeã do mundo na última Copa e melhor time de toda a primeira fase, Sánchez pensou e mandou o recado. “Eu gosto dos europeus”, falou, arrancando risos dos jornalistas presentes e lembrando que a Costa Rica bateu Itália, empatou com a Inglaterra e superou a Grécia nas penalidades.

Sucinto em sua primeira resposta sobre os holandeses, Sánchez posteriormente disse que o confronto deve ser analisado pelo técnico Jorge Luis Pinto, mas não acredita em mudança de postura.

“Isso é assunto da comissão técnica, mas creio que nós não vamos mudar muito nosso sistema”, finalizou, em meio ao tumulto que foi a chegada da delegação ao hotel, em Santos, na noite desta segunda-feira.

AFP
Em 3 encontros contra europeus, a Costa Rica possui uma vitória (Itália) e 2 empates (Inglaterra e Grécia)