Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Reforços sonham com vida nova após recesso

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

 

Empolgado pela sua classificação para a Copa Libertadores e defendendo a conquista do bicampeonato estadual, o Botafogo fez algumas contratações importantes para este ano. Em janeiro desembarcaram em General Severiano alguns jogadores consagrados, como o volante argentino Mario Bolatti, que estava no Internacional, o meia Jorge Wagner, que veio do futebol japonês, e o atacante argentino Tanque Ferreyra.

Outros menos votados, mas também com boas perspectivas, eram vistos como apostas atraentes, como o zagueiro uruguaio Mario Risso e o atacante Wallyson. Porém, nenhum deles conseguiu se firmar ao ponto de ser considerado incontestável ou titular absoluto.

Ainda permanecendo no elenco, todos apostam que o período de treinos durante o recesso do Campeonato Brasileiro para a disputa da Copa do Mundo será determinante para que dias melhores estejam por vir.

"Acho que esse período de treinos será importante para todos nós. O Botafogo tem um elenco forte e em condições de brigar lá em cima. Na volta estaremos bem melhores",  disse Bolatti.

Jogador de destaque no São Paulo e no próprio futebol japonês, Jorge Wagner acabou tendo atuações discretas. Muito por conta de problemas pessoais, já que sua esposa encontrou algumas dificuldades com a saúde. Agora, porém, com a casa em ordem, ele espera responder bem à expectativa criada em torno de sua chegada.

“Estou com uma expectativa muito grande para esse retorno. Passei por alguns problemas no primeiro semestre e acho que atrapalhou um pouco o meu rendimento dentro de campo, mas graças a Deus já está tudo superado", comentou o meio-campista.

Sobre a preparação do time para a continuidade da temporada, o camisa 10 mostrou-se ansioso para subir a campo novamente. "Foram quinze dias de férias e teremos mais trinta dias de treinamentos para poder aprimorar a parte física, aliado sempre com o trabalho com bola, já que essa é a filosofia do Vagner Mancini e de toda a comissão técnica. A expectativa é muito grande para esse retorno, pois não tivemos um bom início de campeonato, mas conseguimos bons resultados nas últimas partidas", falou à imprensa em tom otimista.

Divulgação/Botafogo F. R.
Contratado para suprir a ausência de Seedorf, Jorge Wagner projeta segundo semestre promissor (Foto: Vitor Silva/SSPress)

"Ficamos bem esperançosos com o que pode acontecer daqui para frente, então acho que essa melhora, aliada ao tempo de trabalho e muita dedicação nesse segundo semestre vai fazer com que tenhamos um bom rendimento já nesse primeiro jogo contra o Sport”, disse Jorge Wagner, se referindo ao duelo contra os pernambucanos, dia 16 de julho, em Recife (PE).

De dispensado a reintegrado ao elenco, Mario Risso também espera dias melhores.

“O meu objetivo é conseguir ter oportunidades com a camisa do Botafogo e poder escrever meu nome na história do clube. O Brasil é um excelente país para jogar futebol e estou em um grande clube, inclusive com projeção internacional. O Botafogo tem condições sempre de lutar por títulos e por isso quero lutar por um espaço no time, respeitando sempre os meus companheiros, já que todos os zagueiros que integram o elenco neste momento têm muita qualidade e condições de jogar”, afirmou o defensor.

O elenco do Botafogo segue treinando no Cefan, no Rio de Janeiro (RJ). A expectativa da diretoria é anunciar até esta sexta-feira um período de trabalhos no Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), localizado em Saquarema. O local já foi usado pelo Glorioso em outras ocasiões, tendo sempre as instalações muito elogiadas por profissionais do clube.