Futebol Internacional/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Santista há 23 anos, bósnio recebe a seleção no Guarujá

Do correspondente Tiago Salazar Guarujá (SP)

A seleção da Bósnia chegou nesta sexta-feira ao Guarujá para iniciar sua preparação para sua primeira Copa do Mundo. Mas o fato mais curioso de toda a cerimônia que a Cidade esquematizou para receber a delegação europeia estava do lado de fora do hotel em que os bósnios estão hospedados.

O comerciante Fuad Mlatisuma, que mora em Santos há 23 anos, é bósnio e foi passar apoio na chegada de sua seleção à Baixada Santista.

“Nasci na Bósnia e Hezergovina, cheguei aqui para um turismo e acabei me apaixonando pelo país, pelo povo e até hoje fiquei. Tinha 30 anos, mas não esquecemos a paixão, vou torcer para a Bósnia, vim aqui para dar um bem-vindo a eles, desejar boa sorte”, disse o comerciante, confiante que sua seleção avançará à segunda fase do Mundial. “Eu não tenho dúvidas que na primeira fase vai passar junto com a Agentina, só não sei se em primeiro ou segundo lugar. Depois, vamos ver, depende da sorte no sorteio”.

Fuad Mlatisuma revela ser torcedor do Peixe, mas não deixa de acompanhar sua seleção, mesmo morando tão longe.

Divulgação
O comerciante Fuad Mlatisuma mora em Santos há 23 anos e prestigiou a chegada de sua seleção

“Acompanhamos o futebol mundial, sou fanático, acompanho há muitos anos, sou torcedor fanático do Santos, acompanho a seleção da Bósnia, mas, infelizmente, cada jogador joga em um canto: Inglaterra, Turquia e etc”, explicou o bósnio, que é dono de um quiosque na praia e enxerga a Copa do Mundo como uma motivação para seu país, que vive um momento complicado após tantas guerras.

“Os jogadores estão representando um país muito pequeno, que passou por muitas dificuldades, guerra, e nessa Copa vão dar tudo, o coração, o sangue, então, a expectativa é boa”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade