Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Scolari aponta 10% de evolução do time e só cobra gol contra Camarões

Helder Júnior, enviado especial Fortaleza (CE)

O técnico Luiz Felipe Scolari assegura não ter perdido a confiança em seus titulares depois do empate por 0 a 0 contra o México, nesta terça-feira. Apesar de a Seleção Brasileira ter vencido a Croácia na estreia, o treinador entende que o melhor desempenho até agora foi exibido neste segundo jogo, no Castelão.

“O time jogou melhor do que contra a Croácia e evoluiu, no mínimo, 10%. Meu time tem a possibilidade ainda de melhorar, para chegar à classificação com boa qualidade. Estou satisfeito e feliz com o que vi”, afirmou.

O Brasil criou quatro opções de marcar gols, mas esbarrou nas boas defesas de Ochoa. Por isso, Felipão usa o desempenho do goleiro mexicano como argumento para defender seu time e torce para que seja diferente no próximo duelo, diante de Camarões, na segunda-feira, em Brasília.

Wagner Carmo/Gazeta Press
Após empate, Felipão avisou que continua confiando em seus titulares nesta Copa do Mundo
“O que faltou hoje foi o gol. Tivemos três ou quatro grandes oportunidades e eles têm um goleiro que está lá para defender. Foi muito bem, temos de valorizar”, declarou, sem deixar de dizer o que espera para o próximo compromisso. “O que temos de fazer é gol”.

Do primeiro para o segundo jogo nesta Copa, Felipão fez apenas uma alteração, já que Hulk não tinha as condições clínicas ideais nesta terça e foi substituído por Ramires. Independentemente da escalação, o Brasil ainda não conseguiu repetir neste Mundial atuações tão convincentes quanto da Copa das Confederações de 2013, mas o técnico mantém a defesa a seus titulares.

“Se estou confiando ainda? Já disse mais de dez vezes que vocês (jornalistas) fazem ilações e pensam em A, B, C ou D, mas só não podem mudar meu pensamento. Ponho o time que acho que tenho de por. Se classificar ou não, é problema meu”, acrescentou.

Assim, o treinador deixa claro que vai repetir a base na última partida da primeira fase. “Meu time é esse, com mudanças de entrada de um ou outro. Contra Camarões, podemos ter outro, mas confio plenamente neles”, encerrou.