Futebol/Copa 2014 - ( )

Scolari blinda time e aponta que Croácia cruza para gerar gol contra

William Correia e Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

Marcelo marcou gol contra aos dez minutos de jogo e o Brasil sofreu lance de perigo no primeiro tempo, além de pressão por cerca de 20 minutos na etapa final, sendo salvo por defesas de Júlio César. Luiz Felipe Scolari, porém, preferiu conter críticas aos seus jogadores e ressaltar o que chamou de qualidade da Croácia: cruzar em busca do toque de um rival.

“Da forma como fazem os cruzamentos, dificilmente alguém terá condições de fazer igual, colocando a bola perfeitamente entre o goleiro e o zagueiro. Qualquer erro mínimo, é gol contra. Mesmo mostrando e cobrando, é uma qualidade que colocam em prática e temos que elogiar”, indicou.

O técnico da Seleção avisou ainda que Marcelo poderia não ser o único brasileiro a colocar a bola contra as próprias redes. “Não sei como o David não estufou a rede do Júlio. Teve uma que pegou na canela dele e subiu”, lembrou. “Se eu pudesse apostar em quem se classifica, citaria a Croácia.”

O excesso de elogios a um rival vencido por 3 a 1 é uma tática do comandante para blindar seus jogadores. Felipão sabe que a atuação merece críticas, mas promete só torná-las públicas após conversa interna. “Vou falar primeiro para eles o que não gostei. Cuido dentro do grupo primeiro”, avisou.

A marcação, contudo, precisa ser ajustada. Scolari está ciente de que os adversários viram como a Croácia levou perigo nesta quinta-feira e, por isso, orientará melhor sua equipe. “Temos que colocar alguns espaços para quem tem qualidade assim. Alguns desses espaços precisam ser fechados de forma diferente” , indicou, sem dar mais detalhes.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade