Futebol - ( - Atualizado )

Scolari interrompe pergunta sobre Oscar e indica escalação mantida

Marcos Guedes São Paulo (SP)

A primeira pergunta da entrevista concedida por Luiz Felipe Scolari após a vitória por 1 a 0 da Seleção Brasileira sobre a Sérvia era referente a Oscar, apagado no primeiro tempo e substituído no intervalo por 1 a 0. Quando ouviu que o meia vinha sendo criticado, o técnico não permitiu nem a conclusão da questão.

“Por quem? Criticado por quem? Não precisa nem perguntar porque já está respondido. Quem escala sou eu. Não adianta a crônica, o Pedro, o Paulo, o Juca ou o João falar. Sou que sou pago para escalar”, afirmou o gaúcho, que depois balançaria a cabeça afirmativamente indicando a repetição do time na estreia da Copa do Mundo.

Oscar chegou a ter a participação colocada em dúvida por causa do nascimento de sua filha, Júlia, na última quinta. Ele não esteve no último treinamento e teve a vaga ocupada por Willian – que vem sendo bastante elogiado pelo chefe –, assegurando sua escalação em uma conversa com Felipão.

Djalma Vassão/Gazeta Press
O meia Oscar não teve nenhuma boa atuação desde o nascimento de sua primeira filha
Willian voltou a substituir Oscar na partida de sexta e apresentou um desempenho melhor do que o titular. Desta vez, irritado por começar a observar uma campanha por um meia do Chelsea em detrimento do outro, o comandante preferiu não analisar individualmente o substituto.

“O Willian, o Bernard, o Fernandinho... Tenho bons problemas, tenho opções. Se tiver dificuldade, sei que coloco esses ou outros e eles vão render aquilo que a gente imagina. Tenho uma excelente seleção. Não posso falar de um ou de outro, mas sei que tenho opções que podem render talvez até mais do que os que estão jogando”, comentou.

Paulinho foi outro que não viveu jornada contra a Sérvia, dando lugar a Fernandinho, mas, ao que tudo indica, o Brasil começará a Copa com a seguinte escalação: Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Hulk, Fred e Neymar.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade