Futebol/Seleção Brasileira - ( - Atualizado )

Ramires admite que começou mal e Hernanes fica desapontado no banco

William Correia, enviado especial Goiânia (GO)

Sem contar com Paulinho, que sequer viajou a Goiânia, neste primeiro amistoso de preparação da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari tinha dúvidas sobre quem escalaria ao lado de Luiz Gustavo como volante. Depois de treinar com Hernanes entre os titulares no domingo e Ramires na segunda-feira, o treinador ficou com a segunda opção para iniciar o jogo desta terça, a goleada por 4 a 0 sobre o Panamá.

Ramires, portanto, tinha a chance de mostrar serviço ao comandante e aumentar a briga por uma vaga entre os titulares, mas não conseguiu aproveitar o momento da forma que desejava. Sob o calor de Goiânia, o jogador sentiu dificuldades para se movimentar, ainda mais com o gramado irregular do estádio Serra Dourada. Ao analisar o seu desempenho, o próprio volante admitiu que poderia ter sido melhor.

“Todos que fizerem a avaliação de seu próprio desempenho e postura em campo vão avaliar como a melhor. Mas, no começo, senti um pouco o clima e a grama, o campo maior. Depois, me encontrei na partida. Estamos no caminho certo, trabalhando e tem mais tempo até para acertar o que falta para começar a Copa”, analisou Ramires, que foi substituído por Hernanes no intervalo da partida.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Depois de ter treinado entre os titulares, Hernanes admitiu certo aborrecimento por ter começado na reserva
Mesmo com o segundo tempo inteiro para jogar, Hernanes admitiu que ficou aborrecido por não ter sido escalado como titular. O volante revelou que tinha expectativa para iniciar o amistoso contra o Paraná, principalmente pelo o que apresentou nos treinamentos na Granja Comary. Ainda assim, mostrou muito respeito à preferência de Luiz Felipe Scolari.

“Eu estava bem, com expectativas de começar o jogo, pois era a chance que queria. Não fiquei triste, fiquei um pouco desapontado, queria começar jogando. Mas temos que respeitar as decisões que vem lá de cima. Estamos em um ambiente maravilhoso, em uma parceria bem legal, e, quando entramos em campo, temos que pensar no bem de todo grupo, pois assim vem dando certo”, disse Hernanes.

Se os dois jogadores não agradaram Felipão no teste deste domingo, o espaço ficará ainda mais curto no próximo amistoso, nesta sexta-feira, contra a Sérvia, no Morumbi. Após a goleada desta terça, o treinador da Seleção Brasileira confirmou que terá todos os jogadores à disposição para o próximo compromisso, o que indica a presença do volante Paulinho, titular da posição.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade