Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Sem Hulk, Brasil faz o seu primeiro treino fechado na Copa do Mundo

Helder Júnior, enviado especial Fortaleza (CE)

Abrir apenas os primeiros 15 minutos de seus treinamentos à imprensa já é praxe entre as seleções estrangeiras na Copa do Mundo. O Brasil fez uso do expediente pela primeira vez na tarde desta segunda-feira, dia em que o atacante Hulk continuou como dúvida na escalação que enfrentará o México na terça-feira, no Castelão.

Hulk sentiu um incômodo na coxa esquerda no domingo, em atividade realizada ainda na Granja Comary. Já em Fortaleza, o atacante realizou um exame de ressonância magnética, em que não foi constatada lesão muscular, porém permaneceu sob tratamento.

Na entrevista coletiva que concedeu antes do treinamento no Castelão, o técnico Luiz Felipe Scolari minimizou o possível desfalque de Hulk e manteve o mistério para a partida contra os mexicanos. Os eventuais substitutos são o atacante Bernard, o mais cotado a ficar com a vaga, e os meio-campistas Willian e Ramires.

Na parte aberta do treinamento à imprensa, a Seleção Brasileira formou apenas uma animada roda de bobinho no centro do gramado. Em seguida, iniciou aquecimento com bola.

Mesmo durante toda a preparação para o Mundial na Granja Comary, Felipão ainda não havia comandado treinos secretos. Nem mesmo o último antes de estrear com 3 a 1 sobre a Croácia, no estádio do Corinthians, foi assim. Àquela época, sem dúvidas, já se imaginava que a Seleção Brasileira utilizaria a formação campeã da Copa das Confederações.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Só foi possível ver animação de jogadores como os agora loiros Daniel Alves e Neymar no Castelão

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade