Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

“Sem mudar nada”, Costa Rica viaja para fazer história

Do correspondente Tiago Salazar Santos (SP)

Com muita confiança em conquistar uma inédita vaga nas quartas de final da Copa do Mundo, a Costa Rica deixou a cidade de Santos no início da tarde desta sexta-feira rumo ao Recife. No domingo, a seleção, chamada de sensação da Copa até aqui, encara a modesta seleção da Grécia, às 17 horas, na Arena Pernambuco.

Os jogadores da Costa Rica treinaram pela manhã na Vila Belmiro, sem atendimento à imprensa e sem seguida voltaram ao hotel em que estão hospedados para almoçar e, enfim, embarcar.

Cerca de 100 torcedores foram desejar ‘boa sorte’ aos costarriquenhos, que conquistaram os moradores de Santos desde que chegaram para se preparar na Cidade. Sorridentes, confiantes e focados, a delegação entrou no ônibus oficial da Fifa para mais uma viagem histórica, como tem sido o Mundial do Brasil para a Costa Rica.

O técnico colombiano Jorge Luis Pinto não deu entrevistas, mas mandou o recado: “Estamos prontos”.

Após três jogos, contra Uruguai, Tália e Inglaterra, a Costa Rica levou apenas um gol, e de pênalti, contra os uruguaios, e marcou quatro tentos. Sempre buscando ditar o ritmo, independente da pouca tradição nas pelejas internacionais, o time não deve mudar a forma de jogar nas oitavas de final, contra os gregos, como imaginam alguns especialistas.

Gazeta Press
Muitos torcedores acompanharam a saída da Costa Rica para o embarque (Foto: Tiago Salazar)
“Não acho que tenha que ter muitas mudanças. Temos que seguir pelo mesmo caminho, isso nos dá confiança, temos ganhando, e sinto que é seguir igual”, disse o zagueiro Oscar Duarte, antes de complementar. “Fizemos uma boa primeira fase, não há o que mudar. Não podemos esperar menos do que mostramos até agora”, avisou o atleta, mostrando que a equipe já estudou seu adversário deste domingo. “Sabemos que eles manejam bem o bloqueio, concentrados nos contra golpes. Não podemos nos desesperar, temos que ter seriedade. Fazer igual”.

Se avançar, será a primeira vez na história que a Costa Rica chega à fase quartas de final. Até hoje, a equipe, além desta Copa, alcançou às oitavas de final apenas em 1990. O vencedor de México e Holanda encara que passar de Costa Rica e Grécia. Com isso, México e Costa Rica podem fazer um clássico histórico e curioso, já que as equipes estão se preparando para os jogos na mesma cidade, em Santos, com hotéis e campos de treinamentos bem próximos.