Futebol/Copa 2014 - ( )

Sem pretensão de mudar, Felipão vê dupla de 2010 pedir espaço

Tossiro Neto Teresópolis (RJ)

A não ser que mude de ideia de última hora, o técnico da Seleção Brasileira não deve mexer na equipe que venceu a Croácia, na estreia da Copa do Mundo. Mas dois jogadores reservas que participaram da edição passada do torneio têm agradado nos últimos treinos e pedem espaço às vésperas do jogo contra o México, na terça-feira. São eles Ramires e Maicon.

A boa produção da dupla no sábado (em jogo-treino contra a equipe sub-20 do Fluminense, na Granja Comary) coincide com o momento ruim de Paulinho e Daniel Alves, que tiveram atuações abaixo da crítica na quinta-feira.

Ramires foi o principal jogador do treinamento. Com liberdade para chegar quantas vezes quisesse ao campo de ataque, fez gol de cabeça que abriu o placar, deu duas assistências, sofreu pênalti, acertou uma bola na trave quase balançou a rede mais uma vez em arremate rasteiro que passou rente à trave esquerda. Já Maicon foi o principal líder do time, orientando os companheiros e garantindo a sustentação defensiva que faltou ao lado direito na estreia.

Os dois estavam na campanha de 2010, quando a Seleção, sob comando de Dunga, caiu nas quartas de final para a Holanda. Maicon era titular da lateral - Daniel Alves, seu concorrente, atuava como ponta -, ao passo que Ramires compunha o grupo reserva, mas sempre entrava, não tendo enfrentado os holandeses porque estava suspenso. No grupo atual, além deles, o goleiro Júlio César e o capitão Thiago Silva também estavam na África do Sul.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Ramires é uma sombra grande para Paulinho, que não teve boa atuação na primeira partida do Brasil na Copa
"Nós que estamos no time de baixo temos que nos preparar sempre, independentemente de estar ou não entre os 11. Em algum momento, o professor pode precisar, e temos que estar preparados. É difícil entrar no time, porque os titulares estão fazendo um excelente trabalho, mas temos que nos preparar para dar conta do recado, se o professor precisar", comentou Ramires, na quarta-feira passada, dois dias antes da estreia.

Como previa, Ramires foi necessário na primeira partida. Substituiu o atacante Neymar, nos minutos finais, para garantir o resultado positivo. Maicon não jogou - apesar de o único gol croata ter sido originado em uma subida desnecessária de Daniel Alves para a área adversária -, porém tem se esforçado nos treinamentos para manter viva a disputa com o atual dono da posição. "Tanto eu quanto o Daniel procuramos dar nosso melhor a cada treinamento. E quem ganha com isso é a Seleção. Somos dois grandes jogadores. No final, quem o Felipão escolhe para ser titular corresponde da melhor maneira para ajudar a equipe", comentou o jogador, também às vésperas do início da competição.

Na manhã deste domingo, Felipão deve ensaiar pela primeira vez em campo a escalação que pretende utilizar na terça-feira, em Fortaleza. Logo em seguida, a delegação viaja para a capital cearense, onde ainda fará um trabalho na véspera da partida, que pode definir de forma antecipada a classificação para as oitavas de final da Copa.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade