Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Sob grito de "torcedores", Neymar mostra lances de efeito em rachão

Luiz Ricardo Fini e William Correia São Paulo (SP)

O último treino da Seleção Brasileira antes da estreia na Copa do Mundo não foi aberto a torcedores, mas funcionários da Fifa, voluntários contratados e pessoas com credenciais de empresas que participaram da construção do estádio de Itaquera estiveram como espectadores. E acompanharam diversos lances de efeito de Neymar em recreativo.

O atacante foi quem mais chamou atenção na atividade que marcou a estreia de um novo uniforme de treino da equipe, com um verde mais escuro e finas linhas em tom mais claro nos shorts. O camisa 10, contudo, mostrou pouco mais de 24 horas antes de enfrentar a Croácia porque é a principal esperança brasileira neste Mundial.

Após dar entrevista coletiva ao lado do atacante do Barcelona, Luiz Felipe Scolari resolveu comandar um rachão em campo reduzido no estádio do Corinthians. Já no atendimento à imprensa, ambos sorriram e fizeram graça, a ponto de o técnico colocar em dúvida a escalação de Neymar quando o atleta lhe questionou se seria titular.

Em campo, Neymar também sorriu bastante. Durante o recreativo, abusou dos dribles, incluindo uma bola que colocou entre as pernas de Marcelo e uma carretilha em Oscar, além de um passe de primeira, de costas, para Daniel Alves. De forma objetiva, o ídolo do Santos também marcou gols e deu assistência para David Luiz.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Apesar do treino "fechado", Seleção Brasileira teve companhia na atividade desta quarta-feira
O principal jogador do time também fez parte das cobranças de falta comandadas por Felipão ao lado de Daniel Alves, David Luiz, Marcelo, Willian e Oscar, com destaque para o aproveitamento do camisa 10. Paulinho e Fred ainda treinaram pênaltis contra os três goleiros do elenco e, mais tarde, Neymar se juntou a eles, sendo o último a sair do gramado após quase uma hora de atividades.

Tudo acompanhado por voluntários, funcionários da Fifa e credenciados de empresas que participaram da construção do estádio. Cada um deles gritou expressões comuns em jogos envolvendo times paulistas, como “Vai Corinthians!”. Também se ouviu “Volta para o Palmeiras, Felipão!” e “Você é raça, Paulinho”, entre outras.

Nesta quinta-feira, os jogadores devem ouvir incentivos mais específicos à Seleção Brasileira. Em campo, estará a mesma escalação que venceu a final da Copa das Confederações: Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Neymar, Hulk e Fred.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade