Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Sturridge lamenta eliminação e Hodgson já pensa em 2016

Belo Horizonte (MG)

Ainda sem somar pontos na Copa do Mundo, a Inglaterra entrará em campo – nesta terça-feira, às 13 horas (de Brasília), no Mineirão, diante da Costa Rica – eliminada. Chateado com a situação que vive seu país no Mundial, o atacante do Liverpool Daniel Sturridge desabafou em sua conta no Twitter. Enquanto isso, o técnico Roy Hodgson declarou que quer continuar no comando da equipe até 2016, quando se encerra seu contrato.

“Estou completamente desapontado que minha Copa do Mundo acabará amanhã. Essa foi realmente uma das maiores experiências da minha. Deus queira que eu possa jogar mais uma”, escreveu o jogador.

Apesar do fracasso em 2014, Hodgson sabe que tem o apoio da federação de seu país e acredita ser o “homem certo” para continuar no comando inglês. Para ele, o foco agora são as eliminatórias de 2016 para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

“Claro que sempre se cogitam mudanças quando se perde. Sabemos que poderíamos ter feito melhor, mas os jogadores deixaram tudo em campo. Estamos decepcionados, mas são coisas que acontecem no esporte. É um grupo ainda muito jovem e com pouca experiência, mas atletas de talento. Sinto que sou o homem certo para essa tarefa”, disse o treinador.

AFP
Daniel Sturridge espera poder disputar mais Copas do Mundo com a camisa da seleção da Inglaterra

Steven Gerrard, um dos líderes entre os jogadores do elenco inglês, também acredita no trabalho de Hodgson e não o culpa pelo fracasso no Brasil.

“É normal nesse momento as pessoas terem opiniões e apontarem culpados, mas eu, como líder, assumo a responsabilidade. Fizemos de tudo em campo, mas deu errado, então assumimos a responsabilidade. Ela não pode ficar em cima do treinador. O que importa agora são nossos torcedores. Eles querem que a Inglaterra vença o próximo jogo, e é isso que vamos buscar”, garantiu o capitão.