Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Tabárez se consola com vitórias sobre europeus em despedida celeste

Rio de Janeiro (RJ)

Derrotado neste sábado pela Colômbia, por 2 a 0, no Maracanã, Oscar Tabárez deu adeus à Copa do Mundo, mas, depois de passar por problemas dentro e fora de campo, o treinador uruguaio tentou encontrar um fator positivo ao longo da campanha celeste. Desta forma, o comandante valorizou as vitórias sobre Inglaterra e Itália na fase de grupos, já que o seu país não conseguia vencer dois europeus de forma consecutiva desde o Mundial de 1954.

“O fator positivo é que depois de uma derrota muito dura contra a Costa Rica, ganhamos de Inglaterra e Itália, nos recuperamos. Foi positivo não só pelos resultados, mas por causa da superação das dificuldades. Não é fácil. Fizemos isso diante de seleções muito boas, lembrando que costumávamos não ganhar de equipes europeias”, reforçou o treinador uruguaio.

Depois de quebrar este tabu, o comandante tinha mais uma difícil missão pela frente. Neste sábado, o Uruguai não contava com o seu principal jogador. Depois de morder o zagueiro italiano Chiellini, Luis Suárez foi punido por nove partidas. Após a derrota para a Colômbia, Oscar Tabárez revelou o que conversou com seus atletas antes de entrar em campo.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Após a queda, Oscar Tabárez analisou os pontos positivos da campanha uruguaia em mais uma Copa
“Entre as coisas que falamos antes da partida, foi que sabíamos o que aconteceu, mas teríamos que deixar de pensar nisso, tirar as coisas positivas que poderiam sair dessa situação. Isso nos deu muita rebeldia, muita força, muita vontade de conseguir o resultado. Que Suárez é importante, nem preciso dizer. Mas sabíamos que não iria jogar nem estar perto porque assim determinou a sanção imposta”, disse o treinador.

Ao recordar o desempenho do Uruguai, Tabárez disse estar satisfeito, já que não colocava sua equipe entre as favoritas a levar o título mundial. “Não achamos que estávamos entre os favoritos, falávamos isso, mas outro aspecto positivo é que fomos uma equipe difícil de enfrentar para qualquer equipe, mostramos isso, inclusive hoje”, concluiu o comandante celeste.