Futebol/Copa 2014 - ( )

Técnico avisa que surpreendente Costa Rica está faminta por mais

São Lourenço da Mata (PE)

Mesmo superadas todas as expectativas, a Costa Rica quer mais. De acordo com o técnico Jorge Luis Pinto, não acabou a ambição do time que, além de eliminar a Grécia em disputa por pênaltis no último domingo, avançou com a primeira posição em uma chave na qual enfrentou Uruguai, Itália e Inglaterra.

“Nós respeitamos a equipe da Holanda, como respeitamos todos os nossos adversários. Mas a história continua, e estamos famintos por mais”, afirmou o treinador colombiano, depois de se permitir comemorar o que já foi feito até aqui pela equipe da América Central.

“Estamos contentíssimos e gostaríamos de dedicar o resultado ao povo da Costa Rica. É um grande, grande resultado. Palavras não descrevem o que estou sentindo agora”, comentou Pinto, valorizando muito o esforço dos seus jogadores, que atuaram com dez desde os 20 minutos do segundo tempo diante dos gregos.

AFP
O colombiano Jorge Luis Pinto olha com esperança para seus comandados costa-riquenhos
Justamente pela expulsão, o zagueiro Duarte terá de ser substituído nas quartas de final. Desfalque à parte, os costa-riquenhos seguem esperançosos em uma nova surpresa no próximo sábado. O jogo está marcado para as 17h (de Brasília), na Fonte Nova, em Salvador.

Destaque no suado triunfo sobre a Grécia – 5 a 3 nos pênaltis após empate por 1 a 1 –, o goleiro Keylor Navas adotou o mesmo tom do chefe: está muito alegre com a campanha histórica, não saciado. “Estamos fazendo história. Queremos ter um lugar no coração das pessoas para sempre.”