Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Técnico bósnio só lamenta gol contra: "Poderia ter sido diferente"

Tossiro Neto, enviado especial Rio de Janeiro (RJ)

Não fosse o gol contra do zagueiro Kolasinac, logo aos dois minutos, a Bósnia e Herzegovina talvez não tivesse sido derrotada por 2 a 1 para a Argentina, neste domingo. É nisso que acredita o técnico Safet Susic, que deixou o Maracanã satisfeito pelo desempenho de seu time, estreante em Copas do Mundo.

"Eu não estou nem um pouco desapontado. Tentamos oferecer o máximo de resistência possível. A única coisa que lamento é o gol contra. Se não tivesse acontecido, talvez o jogo tivesse sido diferente. Mas é claro que teríamos que ter bastante sorte também para conseguir um resultado positivo", disse.

Decidido, de fato, pelo gol contra, o primeiro tempo foi bastante equilibrado. Diante de um adversário armado com bastante cautela, a Bósnia foi superior em alguns momentos e só não igualou o placar graças a boas defesas do goleiro Romero. Na segunda etapa, porém, a Argentina cresceu de produção, ampliou a vantagem com golaço de Messi e foi vazada apenas nos minutos finais por Ibisevic.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Para o técnico bósnio, o gol contra no início do jogo foi determinante para a derrota da bósnia
"Nunca é bom perder, lamento esse gol contra. Foi um azar a perna do nosso jogador ser atingida pela bola. Talvez, no jogo contra a Nigéria, tenhamos mais sorte do que nosso oponente", comentou Susic, quase atribuindo a derrota exclusivamente ao azar de Kolasinac, depois de cobrança de falta de Messi, eleito não por este lance o melhor jogador da partida.

"É difícil jogar contra o Messi, contra um jogador como ele. De início, pensei em fazer uma marcação cerrada durante os 90 minutos, mas é impossível. Instruí que quem estivesse mais próximo encostasse nele, porque sabíamos que ele poderia tanto driblar quanto passar a bola aos colegas. E todos nós sabemos quantas vezes ele marcou três ou quatro gols em um único jogo", falou Susic.

O próximo oponente bósnio será a Nigéria, no sábado, em Cuiabá. Se vencer, a equipe estreante em Copas leva para a terceira e última rodada a definição da classificação às oitavas de final da competição.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade