Futebol/Copa do Mundo 2014 - ( - Atualizado )

Técnico da Bósnia lamenta eliminação: “Tiveram mais sorte que nós”

Cuiabá (MT)

A derrota por 1 a 0 para a Nigéria, neste sábado, na Arena Pantanal, decretou a eliminação da Bósnia e Herzegovina, que disputa pela primeira vez a Copa do Mundo. Após a partida, o treinador da equipe europeia, Safet Susic, lamentou o resultado, mas parabenizou os adversários.

“Esperava do jeito que foi: duas equipes que não tinham outra escolha a não ser busca a vitória. Os dois lados tiveram boas chances. Temos que cumprimentar a Nigéria, que jogou muito bem, melhor do que vimos contra o Irã. Eles tiveram mais sorte que nós”, afirmou Susic na saída do campo.

Apesar de não ter sido mencionado pelo técnico bósnio, um lance ainda no primeiro tempo poderia ter mudado a história do jogo. Quando o placar ainda marcava 0 a 0, Dzeko recebeu na área e marcou o gol, anulado incorretamente pela arbitragem, que assinalou impedimento inexistente. No último lance da partida, o mesmo Dzeko recebeu na área, girou rápido e chutou à queima-roupa, para defesa decivisa de Enyeama.

Wander Roberto/Gazeta Press
Enyeama segura a bola e, ao fundo, jogador bósnio lamenta última oportunidade perdida
Na última rodada do Grupo F, a Bósnia enfrenta o Irã (que ainda tem chances de classificação). O jogo será disputado às 13 horas (de Brasília) da próxima quarta-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

“Vamos lutar contra o Irã. Depois dessa derrota, é difícil. Mas temos que motivar os jogadores para que eles deem o máximo. Nosso objetivo é deixar uma boa impressão. É uma pena essa geração precisar se despedir tão rapidamente”, completou o técnico da Bósnia.