Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Técnico de Honduras lamenta expulsão, mas admite domínio francês

Porto Alegre (RS)

Longe de estar entre as principais potências desta Copa do Mundo, a Honduras fez sua estreia neste domingo logo diante de um dos favoritos, a França, que tenta apagar a má campanha da última edição. Desta forma, a equipe da América Central tinha a missão de ao menos ter um desempenho honroso, e assim conseguia segurar o ímpeto dos europeus. Uma expulsão no fim do primeiro tempo, porém, mudou o cenário: culminando na vitória francesa por 3 a 0.

Ao falar sobre o jogo, o treinador Luis Suarez lamentou o cartão vermelho recebido por Palacios, mas admitiu a superioridade dos franceses ao longo dos 90 minutos da partida. “Foi um jogo normal. Quando tem uma expulsão de um jogador de forma tão rápida, fica difícil atacar com dez para fazer gols, mas a França jogou melhor do que nós e merecia a vitória”.

O comandante hondurenho, aliás, preferiu não dizer que o lance da expulsão, ocasionada depois que Palacios cometeu pênalti e permitiu com que a França inaugurasse o marcador, foi algo relacionado a azar. “Não se pode falar em azar ou sorte. Essas coisas acontecem por alguma razão, mas a realidade é que eles jogaram melhor do que nós”.

Ao projetar a sequência na Copa do Mundo, o treinador admitiu que precisa mudar sua equipe para encarar o Equador, na próxima sexta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba. “Terei de assistir a partida novamente. Acho que realmente há uma série de circunstâncias que temos de pesar para avaliar. Claro que a equipe tem que melhorar”, explicou Suarez.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade