Copa do Mundo 2014/ Nigéria - ( - Atualizado )

Técnico nigeriano vê injustiça no empate contra o Irã

Curitiba (PR)

O resultado da partida mais fraca tecnicamente da Copa do Mundo, que terminou com o placar zerado entre Nigéria e Irã, na última segunda-feira, pela primeira rodada do Grupo F , não foi justo, segundo Stephen Keshi, técnico da seleção africana. Para o estrategista, seus comandados tiveram um comportamento mais ofensivo em campo e lamentou as chances perdidas.

“Fizemos um bom primeiro tempo. Os atacantes estavam muito ativos e tiveram várias oportunidades de marcar o gol, mas não deu”, analisou o treinador nigeriano.

No entanto, Keshi admite a queda do desempenho na segunda parte do jogo e culpa a defesa iraniana por isso: “Nos desordenamos no segundo tempo. Podíamos ter ganhado, mas as ideias não fluíram no campo, o que levou ao Irã a superar nossos ataques”.

Na próxima rodada do Grupo F, as Super Águias encaram a Bósnia, no sábado, às 19 horas, na Arena Pantanal, em Cuiabá, em jogo considerado decisivo para as pretensões das duas equipes. A Argentina é líder isolada da chave, com três pontos conquistados, enquanto africanos e asiáticos estão empatados na segunda posição, com um ponto cada.

AFP
O treinador da Nigéria, Stephen Keshi, lamentou as chances perdidas no jogo contra o Irã