Futebol/Seleção Brasileira - ( - Atualizado )

Thiago Silva espera parar Eto'o e erguer taça sem ser vazado

Tossiro Neto Teresópolis (RJ)

Se os homens de frente da Seleção Brasileira se imaginam balançando redes, o sonho do capitão Thiago Silva é erguer o troféu de campeão do mundo sem ter sofrido nenhum gol sequer em sete partidas. Foi isso o que ele disse nesta quarta-feira, quando convidado a comparar a projeção de cada setor da equipe com relação a números de gols.

"Zero. Zero, porque a parte defensiva da Seleção é muito sólida, muito forte, apesar de ter que trabalhar cada vez mais. Estou falando zero porque acredito em todos do setor. No David (Luiz), Henrique, Dante, Maxwell, Marcelo, Daniel (Alves) e no próprio Maicon, juntamente com os goleiros, é claro. Vejo a equipe muito bem preparada, principalmente na parte defensiva", disse o zagueiro.

"Alguns anos atrás, pouca gente falava do setor defensivo. Hoje em dia, falam muito mais. Isso nos dá orgulho, nos dá motivação, mas nos dá ainda mais responsabilidade para saber lidar com esse tipo de incentivo. Tem que trabalhar mais, estar mais atento. Com certeza, a gente vai fazer uma grande Copa do Mundo. Tenho confiança total em todos os jogadores do sistema defensivo. Espero que possa estar certo nesse número de gols", continuou o jogador, sorridente.

Para acertar a previsão, um dos desafios de Thiago Silva e de todo o setor defensivo da Seleção será parar Samuel Eto'o, no último jogo da primeira fase da Copa (em 23 de junho, em Brasília). O defensor do Paris Saint-Germain citou o camaronês - que defendeu o Chelsea até a temporada passada - como o atacante que mais lhe causa preocupação na competição.

"Eu o enfrentei recentemente. Já havia enfrentado quando ele estava na Inter de Milão e eu no Milan. Sei da qualidade que esse jogador tem. É um jogador diferenciado, experiente e está ainda mais forte, acredito. Quando fomos eliminados pelo Chelsea na Champions League, ele não estava 100% fisicamente, mas ainda assim nos deu grande dificuldade. Ele me deu uma entrada no tornozelo que me machucou um pouquinho também (risos). Mas é muito diferenciado e tem uma qualidade técnica impressionante. No pequeno espaço, ele é fatal, não se pode piscar", opinou.

A inspiração de Thiago Silva para não piscar é o Atlético de Madri, time que chegou à decisão da Liga dos Campeões depois de deixar o Chelsea, então de Eto'o, para trás. "Eles chegaram à final por esse simples fato, de dificilmente levarem gols. Na final, levaram quatro (do Real Madrid), mas tiveram uma temporada muito proveitosa. Se a gente seguir esse caminho, poderemos ter sucesso lá na frente", ressaltou o capitão.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Um dos desafios de Thiago Silva e de todo o setor defensivo da Seleção será parar Samuel Eto'o

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade