Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

“Titãs” costarriquenhos são exaltados após feito histórico da seleção

São Paulo (SP)

A Costa Rica está nas quartas de final da Copa do Mundo pela primeira vez na história da competição. O feito da seleção da América Central não demorou a repercutir pelos principais jornais esportivos. A classificação veio depois de um jogo emocionante que culminou em uma disputa de pênaltis contra a Grécia, e o histórico do país adversário serviu como bases das manchetes.

O jornal costarriquenho La Naciónusou como manchete: “a Seleção nos tinge de história”. Ao falar sobre o jogo, o veículo fez uma brincadeira com os deuses do Olimpo da mitologia grega, classificando os jogadores do país como: “Titãs! Costa Rica derrota a Grécia nos pênaltis e ascende ao Olimpo do futebol”.

Ainda na Costa Rica, o Al Día reforçou o feito de sua seleção nessa Copa do Mundo, dizendo que “a história segue nas quartas de final”. O argentino Olépreferiu fazer um trocadilho com o próprio nome do país: “História rica”. Há ainda espaço para que o treinador Jorge Luis Pinto fale sobre o que foi conquistado neste domingo: “Isto é imenso”.

Na Europa, o time da América Central também foi valorizado. Os alemães do Bild trataram a classificação às quartas de final como um “milagre”. O francês L’Equipe escreveram, também lembrando do adversário grego, que “a odisseia continua”. Já o espanhol Marcapreferiu valorizar um jogador que atua na liga local, o goleiro Navas, descrito como “SuperKeylor Navas, herói de Costa Rica”.

Entre os maiores rivais da equipe costarriquenha, os mexicanos falaram sobre os dois resultados do dia, lembrando também da vitória da Holanda mais cedo. Desta forma, El Universal resumiu o domingo de Copa do Mundo como “eles sim, nós não”. Pelo lado do adversário, a imprensa grega preferiu ressaltar a postura de sua equipe, descrevendo o jogo como “derrota injusta com a cabeça erguida”.