Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Vargas não teme ninguém e quer Chile classificado em primeiro lugar

Belo Horizonte (MG)

A vitória sobre a Espanha, por 2 a 0, na última quarta-feira, garantiu o Chile nas oitavas de final da Copa do Mundo, mas também serviu para que o elenco de “La Roja” ganhasse confiança para o restante da competição. Elogiados por renomados personagens do futebol mundial, como Arsene Wenger e Maradona, os jogadores da equipe de Jorge Sampaoli afirmam não temer nenhum adversário.

“Estamos muito felizes por ter eliminado uma potência mundial como a Espanha. Desde que pisamos no Brasil, chegamos com vontade de ganhar muita coisa. A Holanda é outra potência e temos o objetivo de manter o mesmo otimismo que tivemos na última partida. Queremos nos classificar na primeira colocação”, disse o atacante Vargas, que depois afirmou: “não tememos ninguém”.

A projeção do ex-atacante do Grêmio é manter com a mesma vontade, pois o elenco chileno está ciente de que os desafios após a primeira fase serão ainda mais complicados. O time comandado por Jorge Sampaoli tenta se classificar na primeira colocação para evitar um provável encontro com o Brasil, que deve ser o melhor do Grupo A, já nas oitavas de final.

AFP
O atacante chileno mostrou muito otimismo com relação à sequência de sua seleção na Copa do Mundo
O confronto contra a Holanda nesta segunda-feira, às 13 horas (de Brasília), na Arena Corinthians, ganhou tom de decisão, já que os dois times somam seis pontos. Sampaoli, no entanto, ainda não confirmou a escalação da equipe. Entre os principais destaques do Chile nesta Copa do Mundo, Aránguiz saiu lesionado do último jogo, mas garantiu estar em condições de voltar a campo.

“Me sinto bem. Foi somente uma inflamação no ligamento e já foi descartado algo mais grave. Estou recuperando da melhor forma e posso jogar na segunda. Se o professor querer contar comigo, eu estarei sempre disponível. O grupo só pensa nesta partida, e, se eu entrar, vou dar o meu máximo”, garantiu Charles Aránguiz, volante que atua pelo Internacional.