Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Ximenes "ganha" Bandeira, mas deve enfrentar resistências no Flamengo

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

A contratação de Felipe Ximenes para ocupar cargo de diretor de futebol do Flamengo não tinha a simpatia do presidente Eduardo Bandeira de Mello. Isto porque o dirigente recém-chegado é amigo pessoal do técnico Ney Franco, com quem trabalhou anteriormente. O presidente queria um nome menos íntimo da comissão técnica, que impusesse autoridade. Mas o quadro mudou minutos após a derrota por 3 a 0 sofrida para o Cruzeiro, no domingo passado. Ximenes foi flagrado, por áudio divulgado pelo canal ESPN, dando bronca generalizada nos jogadores. Foi o suficiente para "ganhar" Bandeira.

O fato, porém, não garante ao diretor de futebol o respaldo total. Isso porque quem o contratou foi o vice-presidente de futebol Wallim Vasconcelos, que pediu demissão logo após o jogo contra o Cruzeiro. Sem viver um momento político dos melhores por conta do mau desempenho em campo, dos protestos da torcida e da presença do time na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, Bandeira de Mello está dando cada vez mais poderes a caciques políticos do clube, como o ex-presidente Kléber Leite e Plínio Serpa Pinto, vice-presidente de relações exteriores.

Divulgação/Flamengo
Ximenes deixou boa primeira impressão após cobrar mais empenho dos atletas (foto: Gilvan de Souza)
Os dois deverão ditar as regras no departamento de futebol e ainda não confiam tanto em Felipe Ximenes, que terá que mostrar serviço. Tentando se manter completamente alheio aos bastidores políticos do clube, o recém-chegado já está trabalhando no sentido de remontar o elenco do Flamengo. Medalhões deverão deixar o clube nos próximos dias.

O goleiro Felipe, afastado por Ney Franco dos últimos jogos do Campeonato Brasileiro por ter faltado a um treino, não tem mais ambiente para permanecer e deverá ser negociado, mesmo tendo contrato até 2015. Um sinal claro é o fato de os flamenguistas estarem procurando Julio Cesar, atualmente com a Seleção Brasileira preparando-se para a Copa do Mundo. O ex-flamenguista estaria disposto a deixar o Toronto, do Canadá, onde atuou nos últimos seis meses.

O lateral esquerdo André Santos também é tratado como um dos medalhões sem espaço no clube. Vinha perdendo espaço com Ney Franco e deverá retornar ao futebol turco. O jogador, que é alvo da insatisfação da torcida, vem negociando com o Fernerbahçe. O próprio atleta admitiu esta possibilidade em entrevista publicada nesta terça-feira pelo jornal turco AMK.

Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade