Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Zaccheroni justifica ausência de Kagawa: “Opção tática”

Natal (RN)

Antes mesmo de começar a partida entre Japão e Grécia, uma grande surpresa na escalação da equipe asiática: Kagawa, ídolo nacional e jogador do Manchester United, no banco de reservas. O treinador Alberto Zaccheroni justificou sua escolha.

“A escolha de Kagawa não jogar foi tática e não técnica. Queria trabalhar mais nas alas e evitar os contragolpes dos gregos. Assim, conseguiríamos criar espaço na defesa adversária. É verdade que o ele pode ser colocado na ala, mas ele tende a ir ao meio-campo e daí seria um embate físico. Foi o que aconteceu no segundo tempo, quando ele entrou”, explicou o treinador.

Agora, para se classificar, o Japão, que tem um ponto no Grupo C da Copa do Mundo, precisa de um triunfo sobre os já classificados colombianos e de uma vitória da Grécia sobre a Costa do Marfim.

O jogo entre Japão e Colômbia está marcado para a próxima terça-feira, a partir das 13 horas (de Brasília). As seleções duelam na Arena Pantanal.

AFP
Alberto Zaccheroni optou por não escalar o camisa 10 Kagawa. (Foto: Toshifumi Kitamura).