Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Aidar quer reforço em campo dia 19, mas meia tem cautela com estreia

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

No dia da apresentação oficial de Kaká como jogador do São Paulo, o presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, manifestou seu desejo de ver o atleta em campo já na partida contra a Chapecoense, no segundo jogo depois da retomada do Campeonato Brasileiro.

“Finalmente, temos o Kaká no São Paulo e esperamos que ele possa estrear dia 19, contra a Chapecoense. Teremos um jogo antes, no dia 16, contra o Bahia, mas queremos que ele faça o primeiro jogo aqui, no calor da torcida são-paulina”, afirmou o mandatário.

No entanto, ainda neste domingo, Kaká adotou um discurso mais cauteloso. Mesmo admitindo que está ansioso para entrar logo em campo, até porque tem um contrato curto no clube, o meio-campista preferiu não confirmar a previsão feita pelo presidente.

“Não sei ainda a data exata da estreia, mas estou treinando há uma semana e me preparando fisicamente. Espero começar a treinar com o time em breve e decidir com a comissão técnica. Claro que estou ansioso e não vejo a hora, mas não quero começar e depois ficar parado por algum problema. Às vezes, vale mais postergar por uma semana”, comentou.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Kaká não estipula prazo para estreia, apesar de o presidente do clube preferir o jogo contra a Chapecoense
O meio-campista assinou vínculo de empréstimo com o Tricolor até dezembro, antes de se apresentar ao Orlando City, que o contratou por três temporadas. Depois de 11 anos no exterior, o atleta espera não ter muita dificuldade na readaptação ao futebol brasileiro.

“Vai muito da parte mental. Conversei com muita gente que voltou, como o Luis Fabiano e outros amigos, e estou preparado psicologicamente, o que é importante para minha readaptação”, acrescentou.

O jogador ainda não sabe como será a formação titular do São Paulo, até porque Muricy Ramalho tem diversas opções. Depois de ter encerrado o primeiro semestre jogando com Ganso, Alexandre Pato, Osvaldo e Luis Fabiano juntos, o treinador ganhou não apenas Kaká, mas também Alan Kardec.

“A escalação vai ser um problema bom para o treinador. Pelo calendário do campeonato, acho que ele vai poder rodar o time, criando variedade e descanso também. São todos jogadores de qualidade e vai ser bom jogar com Ganso, Pato, Luis Fabiano e todos os que fazem parte do plantel”, encerrou o reforço.