Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Além de Canteros, Flamengo corre contra o tempo para se reforçar

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

A chegada do volante argentino Hector Canteros não serviu para encerrar o ciclo de contratações do Flamengo para a sequência do Campeonato Brasileiro. Isso porque o técnico Ney Franco solicitou aos dirigentes a chegada de pelo menos mais três jogadores de peso, um lateral esquerdo, um meia de ligação entre o meio-de-campo e o ataque e um atacante.

Porém, o diretor executivo do departamento de futebol do Rubro-Negro, Felipe Ximenes, mesmo tratando do assunto, está encontrando sérias dificuldades e corre contra o tempo, uma vez que a janela de transferências internacionais se encerra em 20 de julho. Ximenes está procurando no mercado sul-americano um meia pedido por Ney Franco, mas as dificuldades são muitas. Isso porque existem poucas opções e o Flamengo não tem muito dinheiro em caixa para investimentos. O ideal seria alguém que chegasse sem custos, com o clube arcando apenas com os salários.

“Nós estamos analisando todas as opções que o mercado nos oferece. O Flamengo está atento, pois muitas oportunidades que aparecem precisam de uma rápida definição. Mas não podemos nos afobar, pois hoje os clubes não estão nadando em dinheiro e temos que agir com a cautela de quem não pode errar para não comprometer todo o trabalho” – disse o dirigente, que evita falar em nomes.

Embora não confirme, o dirigente foi procurado por um grupo de empresários ligados ao atacante Vitinho, que está no CSKA Moscou, da Rússia. Eles estavam interessados em emprestar o jogador ao Flamengo para que ele possa ter uma sequência de jogos e volte ao mercado, uma vez que vem sendo pouco aproveitado em seu clube. O jogador surgiu com destaque no Botafogo no ano passado e acabou negociado. Porém, o alto salário envolvido nesta negociação, tratada como complicada, pode deixar Vitinho longe da Gávea.

Divulgação
Além de Canteros, Flamengo segue atrás de reforços para o Campeonato Brasileiro (Foto: CR Flamengo )

Para a lateral esquerda o nome desejado era o de Milton Casco, de 26 anos, que está no Newell´s Old Boys, da Argentina. Porém, os valores pedidos pelo clube argentino para liberar o atleta assustaram ao Flamengo, que ainda conta com a concorrência pesada do Boca Juniors, disposto a investir pesado para contratar o jogador. Para esta posição, Ney Franco já admite ficar sem reforços, pois aposta em uma subida de produção de André Santos. O treinador teve uma séria conversa com o jogador na reapresentação do elenco e ouviu dele a promessa de um empenho maior em campo.

Dentro de campo o elenco realizou um treino físico na manhã desta quinta-feira, no Ninho do Urubu, além de uma atividade para prevenir lesões. O volante paraguaio Victor Cáceres, se recuperando de uma fratura na mão esquerda, ficou fazendo apenas reforço muscular na academia. O Rubro-Negro volta a treinar na manhã desta sexta-feira no Ninho do Urubu.

O Flamengo volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro somente no dia 16 de julho, quando vai medir forças com o Atlético-PR, às 22h(de Brasília). A diretoria confirmou junto à CBF o confronto para o Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ), uma vez que o Maracanã ainda estará cedido à Fifa por conta da decisão da Copa do Mundo, prevista para três dias antes.

O Rubro-Negro vem fazendo péssima campanha no Brasileirão, após nove rodadas. O time aparece na penúltima colocação, na zona de rebaixamento, à frente apenas do lanterna Figueirense. O mau desempenho em campo gerou inclusive alguns protestos por parte dos torcedores, que chegaram a se reunir com o presidente Eduardo Bandeira de Mello.