Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Apesar do craque James Rodríguez, Colômbia aposta na força do grupo

Fortaleza (CE)

James Rodríguez é o nome mais aclamado da Colômbia. Com cinco gols, o craque de 22 anos é o artilheiro isolado da Copa do Mundo, superando Neymar e Messi, com quatro gols cada. Mas apesar de o jogador ser considerado a maior ameaça para o Brasil nas quartas de final, a Colômbia quer mostrar que não é feita só de Rodríguez.

Para fazer história e conseguir a classificação inédita para a semifinal do Mundial, os Cafeteros apostam na força do grupo. O meia Cuadrado, que defende o Fiorentina (ITA), se destaca por ter feito os passes para quatro dos gols marcados pela equipe até agora.

Em sua melhor campanha em uma Copa do Mundo, a Colômbia tem a melhor defesa da competição , tendo sofrido apenas dois gols, e o segundo melhor ataque, tendo marcado 12 tentos, apenas um a menos que a Holanda.

A união do grupo é ressaltada pelo elenco para explicar a campanha de 100% de aproveitamento dos comandados de José Pékerman.

"James Rodríguez é muito importante para nós. Ele está se apresentando em grande nível, mas o importante é continuar buscando aquilo que sonhamos. Temos de priorizar o time, o grupo. É tudo o que podemos fazer", analisou o zagueiro Carlos Valdés.

"Colocamos acima de tudo o time e mais o bem coletivo do que o pessoal. Estamos em um excelente momento, e que continue assim", afirmou o goleiro reserva Vargas.

Brasil e Colômbia se enfrentam nesta sexta, às 17h, no estádio Castelão, em Fortaleza. Quem se classificar encara na semifinal o vencedor entre França e Alemanha.

AFP
O meia Cuadrado é uma das armas da seleção da Colômbia para duelo contra o Brasil