Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Após dois jogos às 13h, Low prevê menos cansaço na semifinal

Tossiro Neto, enviado especial Rio de Janeiro (RJ)

O duelo desta sexta-feira, contra a França, foi o segundo seguido em que a Alemanha jogou às 13 horas nesta Copa do Mundo. Tanto em Brasília quanto no Rio de Janeiro, os jogadores sofreram com o forte calor, mas venceram e se classificaram. Na semifinal, marcada para 17h, a esperança do técnico Joachim Low é de menos cansaço em campo.

“Não é fácil para nós, europeus, jogar debaixo de sol. Estava muito quente, você quase não consegue respirar, se deslocar. Os europeus não estão acostumados com esse clima. Para a próxima partida, não estará tão quente. À uma da tarde, é difícil manter o controle e o nível de concentração no pico. Aí, você acaba cometendo erros depois de três, quatro corridas longas. Os jogadores ficam cansados”, disse.

A temperatura no estádio carioca beirou os 30 graus, motivo pelo qual a arbitragem autorizou um período de quase dois minutos de hidratação no final do primeiro tempo. No retorno do intervalo, talvez já desgastados pela prorrogação na fase anterior, os alemães passaram mais sufoco do que na primeira etapa. Segundo Low, no entanto, fruto apenas do desespero francês em busca da igualdade no placar.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Jogadores procuraram se hidratar bastante durante toda a partida disputada no Maracanã, nesta sexta-feira
“No segundo tempo, a França iria atacar com tudo, é lógico. Eles não tinham nada a perder. Tentaram o empate, tinham mais jogadores na frente, no ataque, fizeram lançamentos na área. Tinham que marcar, arriscaram tudo ou nada. Isso ficou claro”, comentou o alemão, que foi ajudado pela opinião do técnico da França, Didier Deschamps, a respeito do calor.

“Jogar à uma hora da tarde foi difícil para ambos. A temperatura é elevada, mas para ambos os lados. Houve intensidade no jogo. Talvez menos, comparado a partidas que começam às cinco da tarde, onde o clima é mais fresco, mas tínhamos de nos adaptar, de qualquer maneira”, comentou o francês, decepcionado pela derrota por 1 a 0.

O adversário da França será o vencedor de Brasil x Colômbia, também nesta sexta-feira, em Fortaleza. A semifinal está marcada para 17 horas da próxima terça, em Belo Horizonte.