Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Apto a caminhar e se sentar, Neymar poderá ver semifinal em BH

Tossiro Neto, enviado especial Teresópolis (RJ)

Apesar de estar fora da Copa do Mundo e de já ter deixado a Granja Comary para ficar em repouso no Guarujá, no litoral paulista, Neymar não foi desligado da delegação da Seleção Brasileira e poderá acompanhar a partida de terça-feira, contra a Alemanha, em Belo Horizonte. Desde que se sinta confortável para viajar até lá e ficar no estádio.

"Tudo depende do quadro de dor dele. Nada é proibido, isso não iria comprometer em nada a recuperação, a consolidação da fratura. Agora, ele vai ter que ficar sentado, em uma posição confortável no avião. Se ele se sentir confortável, não vejo problema. Só o tempo é que vai nos dizer se será possível ou não", explicou o chefe do departamento médico, José Luiz Runco.

Com uma fratura na apófise transversa da terceira vértebra lombar, sofrida devido a uma joelhada do lateral colombiano Juan Zúñiga, o jogador de 22 anos deixou a concentração da equipe nacional no início da tarde deste sábado rumo à sua casa, onde passará os primeiros dias da recuperação, que deve levar de três a seis semanas. A decisão de deixar Teresópolis foi sua, segundo o médico.

"Toda vez em que um jogador se vê obrigado a não competir por ordem médico, essa definição é muito mais do atleta. Foi um pedido dele, ele quis ir para casa, onde vai se sentir mais confortável, junto da família. E poderá estar com o grupo, se assim for possível, nos momentos mais próximos, na hora do jogo", falou, ao explicar ainda que a lesão não impossibilita seu deslocamento.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Atacante brasileiro poderá ir ao Mineirão caso se sinta confortável, já que pode caminhar normalmente
"Se ele tiver uma proteção como a que tem, a cinta lombar, ele pode se sentar e também caminhar. E isso vai ser diretamente proporcional ao quadro de dor. Conforme a dor for passando, ele vai desenvolvendo melhor essa capacidade. Mas, desde já, não está proibido nem de se sentar nem de caminhar", continuou Runco.

Diferentemente do caso do uruguaio Luis Suárez, que foi punido pela Fifa e impedido de frequentar o ambiente de competição de sua seleção, Neymar segue credenciado normalmente pela Fifa, fez questão de informar o técnico Luiz Felipe Scolari, através do porta-voz da Confederação Brasileira de Futebol. Assim, caberá exclusivamente a ele a decisão de viajar ou não à capital mineira.