Futebol/ Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Atlético-GO perde último jogo-treino antes de retorno da Série B

Goiânia (GO)

Se o torcedor do Atlético-GO já tinha motivos para preocupação na campanha de seu time na Série B do Brasileiro, depois do amistoso da última quarta-feira contra o Anapolina, no CCT Urias Magalhães, a angústia poderá aumentar. Isso, porque o Dragão foi derrotado por 2 a 1 no último jogo-treino realizado antes do retorno à competição nacional, que acontece no dia 15 de julho, contra o Avaí, na Ressacada.

Com os lesionados Juninho, Thiago Feltri e Jorginho e o suspenso Júnior Viçosa, o técnico Hélio dos Anjos escalou André Luiz e Josimar no ataque e Diogo Campos na armação, pensando no duelo em Santa Catarina. Posto isso, os 11 que iniciaram o amistoso contra o Anapolina foram: Márcio; Jonas, Artur, Lino e Victor Oliveira; Marcus Winícius, Wagner Carioca, Luciano Sorriso e Diogo Campos; André Luiz e Josimar.

Após o revés, o comandante do Atlético-GO apontou as principais dificuldades que seus comandados encontraram na partida: “Ainda há muita dificuldade para criar e armar as jogadas, isso precisa ser revisto rápido. Mas, em específico na atividade contra a Anapolina, perdemos o Thiago Feltri pela esquerda, o que agravou ainda mais essa falta de criação no meio, já que o Victor (Oliveira) tem uma característica maior de marcação”.

Divulgação/Atletico-GO
O Atlético-GO volta a campo pela Série B no dia 15, às 19h30, contra o Avaí, na Ressacada

Hélio dos Anjos ainda lamentou a ausência de Jorginho, peça mais importante na armação de jogadas do time goiano: “Isso faz com que a parte ofensiva continue complicada, então, realmente é o setor para frente do meio campo que mais nos preocupa. Mas, ainda tenho esperança de contar com a volta do Jorginho, que seria muito importante para nos ajudar nessa questão de criatividade. É o jogador com as características mais indicadas para a posição que temos no elenco”.

Para amenizar o problema da criação enquanto Jorginho não se recupera, o treinador optará por dois volantes para melhorar o toque de bola no meio-campo: “Desde que cheguei no clube já sabia da dificuldade que temos com meias. Com os treinamentos e com as conversas internas da comissão, ficou realmente visível esse problema. Por isso que hoje eu aposto nos dois volantes, um de cada lado, com boa saída de bola, e espero o Jorginho se recuperar para estar já sob meu comando. Lidaremos assim”.

O Atlético-GO é apenas o 14º colocado na tabela da Série B, com dez pontos conquistados, somente um a menos que o Paraná, primeiro time dentro do Z-4.