Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Atrás de substituto para Neymar, Felipão não fará treino fechado

Tossiro Neto, enviado especial Teresópolis (RJ)

O último treinamento da Seleção Brasileira antes da partida de terça-feira, contra a Alemanha, será aberto à imprensa. Em vez de definir um substituto para Neymar com apronto em Belo Horizonte, palco da semifinal da Copa do Mundo, o técnico Luiz Felipe Scolari decidiu fazer o último trabalho na Granja Comary, onde se torna impossível fechá-lo.

Como é obrigado pela Fifa a, juntamente com um jogador do elenco, conceder entrevista na véspera do jogo, no estádio, Felipão viajará à capital mineira de helicóptero, logo após o treino de segunda-feira pela manhã, em Teresópolis. Ele irá acompanhado do zagueiro Thiago Silva (que está suspenso) e do assessor de imprensa da Confederação Brasileira de Futebol. O resto da delegação seguirá de avião à tarde.

A entidade que organiza a competição exige que a imprensa tenha acesso a pelo menos 15 minutos dos treinos realizados um dia antes das partidas. Quando aprontou seu time no próprio estádio, Felipão se valeu da privacidade no tempo restante para armar sua escalação longe das câmeras. Apenas antes da estreia ele liberou os jornalistas para acompanharem toda a movimentação.

Desta vez, sem seu principal jogador, que sofreu uma fratura na terceira vértebra lombar e está fora do Mundial, o treinador optou por fazer todas as atividades na Granja Comary, cuja estrutura inviabiliza a restrição de acesso da imprensa - além de estar situado dentro de um condomínio, com centenas de moradores, o CT abriga diversos veículos de imprensa (internacional, inclusive) em tempo integral.

O primeiro treino com todo o grupo está marcado para 15h30 (de Brasília) deste domingo. O zagueiro Thiago Silva, suspenso, e o atacante Neymar, lesionados, são as baixas para enfrentar a Alemanha. Em contrapartida, o volante Luiz Gustavo poderá ser utilizado novamente depois de cumprir gancho automático pelo acúmulo de cartões amarelos.