Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Com dois gols sofridos, Lloris se cobra alto nível contra alemães

Tossiro Neto, enviado especial Rio de Janeiro (SP)

Goleiro da seleção menos vazada do Mundial (ao lado de Bélgica, Costa Rica e Colômbia), o francês Hugo Lloris terá um grande teste nesta sexta-feira, quando encara a Alemanha, pelas quartas de final, no Maracanã. Em quatro jogos disputados, ele teve sua rede balançada apenas duas vezes, e em uma mesma partida.

Os gols sofridos foram na vitória por 5 a 2 sobre a Suíça, na segunda rodada da primeira fase. Depois de abrir cinco gols de vantagem, sua equipe permitiu que o adversário diminuísse a diferença marcando duas vezes nos últimos nove minutos da partida. Contra Honduras, Equador e Nigéria (nas oitavas de final), Lloris passou os 90 minutos invicto.

Apesar da possibilidade de ser mais exigido agora por ter que enfrentar uma das principais candidatas ao título, o goleiro não entende que sua preparação deva mudar. "Como antes de qualquer partida, nós nos preparamos para tudo. É claro que, na medida em que avançamos de fase, as partidas se tornam cada vez mais decisivas, mas a gente se prepara da melhor possível. A comissão técnica nos deixa nas melhores condições para darmos uma resposta positiva", disse, não sem se cobrar o mesmo nível de desempenho apresentado até aqui.

"Terá muita pressão de ambas as partes, são duas equipes muito fortes, e nós vamos fazer o máximo para ganhar. Pode acontecer qualquer coisa em termos de técnica e tática, então teremos que estar no mais alto nível. Os alemães têm a filosofia de jogo deles, e nós vamos tentar seguir as instruções do nosso técnico para fazer o máximo e ganhar", acrescentou Lloris, que também é o capitão do time.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Hugo Lloris está entre os menos vazados da Copa do Mundo, mas terá um difícil teste nesta sexta-feira

Um grande trunfo da equipe treinada por Didier Deschamps seria Franck Ribéry, que, além de se apresentar talvez como o melhor jogador do elenco, poderia passar aos colegas informações sobre o adversário, já que atua no Bayern de Munique, clube de muitos convocados alemães. Mas o capitão francês disse que o meia, cortado pouco antes do Mundial, não precisou ser consultado para se conhecer as forças do rival.

"Há um pouco de expectativa, não só minha, pessoal, mas de todos os jogadores. Estamos diante de um adversário muito forte. Os alemães estão entre os favoritos na Copa, têm muita ambição, muita experiência. Vamos tentar fazer a nossa parte e vamos fazer o máximo para não ter nenhum arrependimento depois da partida. Fazer muito esforço. Eles podem atacar, mas também temos nossas qualidades", concluiu.

O teste para o goleiro será às 13 horas (de Brasília) desta sexta-feira, no Maracanã.