Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Com fama de pé-frio, Mick Jagger faz piada com goleada da Alemanha

Londres (Inglaterra)

Considerado o maior pé-frio do mundo, o vocalista da banda The Rolling Stones, Mick Jagger, esteve no Mineirão torcendo para a Seleção e presenciou a goleada da Alemanha sobre o Brasil por 7 a 1, na semifinal da Copa do Mundo. Em entrevista ao jornal The Sun, o cantor fez uma piada para se livrar do estigma de que sempre torce pelo time que será derrotado.

“Eu posso assumir a responsabilidade pelo primeiro gol da Alemanha, mas não pelos outros seis!”, disse Jagger. O vocalista assistiu ao jogo ao lado do filho Lucas, fruto de seu relacionamento com a apresentadora brasileira Luciana Gimenez.

Mick Jagger começou a ter fama de pé-frio na Copa de 2010, na África do Sul quando assistiu ao jogo entre Alemanha e Inglaterra e viu seu país de origem ser derrotado por 4 a 1 pelos alemães. Em seguida, passou a torcer pelos Estados Unidos e viu a equipe ser eliminada após perder para Gana por 2 a 1. Na semifinal, o cantor levou o filho para assistir à partida entre Brasil e Holanda e viu a Laranja Mecânica se sair vitoriosa. Não satisfeito, ele ainda tentou desejar sorte à Argentina, que foi goleada pela Alemanha por 4 a 0 na partida seguinte.

Na Copa de 2014, Jagger apostou na Itália e em Portugal. As equipes sequer passaram da primeira fase. Além disso, o astro insistiu em enviar mensagens de incentivo para a Inglaterra pelas redes sociais nos dois primeiros jogos – e a seleção sofreu duas derrotas: 2 a 1 para a Itália, e na sequência, 2 a 1 para o Uruguai. Já eliminada, a Inglaterra encerrou a participação na Copa empatando em 0 a 0 com a Costa Rica.

Para tirar proveito da má sorte do cantor, torcedores brasileiros vestiram Jagger com a camisa da Alemanha acreditando que a torcida do azarado para os adversários ajudaria aos jogadores do próprio país dentro de campo. Não adiantou.

AFP
Os brasileiros tentaram usar o azar de Jagger contra a Alemanha, mas o cantor torceu para o Brasil