Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Daniel Alves reclama de treinos abertos em preparação da Seleção

Belo Horizonte (MG)

Reserva desde as quartas de final da Copa do Mundo de 2014, o lateral direito Daniel Alves criticou a preparação da Seleção Brasileira para o campeonato em casa. Segundo o jogador do Barcelona, a equipe comandada por Luiz Felipe Scolari fez mais treinos abertos à imprensa do que deveria até ser derrotado por 7 a 1 pela Alemanha.

A Seleção treinador optou por fazer quase todas as atividades na Granja Comary, cuja estrutura impossibilita a restrição de acesso da imprensa porque está dentro de um condomínio residencial e serve de base para diversos veículos de imprensa em tempo integral. Nos treinos nas vésperas da partida, nos estádios onde as partidas foram realizadas, Felipão fechou as atividades, permitindo apenas 15 minutos para registros de imagens, obrigatórios pela Fifa.

“Acredito que os treinos foram demasiadamente abertos,” criticou Daniel Alves, que perdeu a vaga na Seleção para Maicon. “Mas nada justifica o que aconteceu hoje. Somos responsáveis por tudo. Não adianta criticar o planejamento”, completou tentando contemporizar as reclamações.

O próprio técnico Luiz Felipe Scolari, que fez o planejamento do Brasil, utilizou alguns dos treinos abertos para tentar confundir os adversários. Na véspera da goleada para a Alemanha, no Mineirão, ele colocou Daniel Alves e Paulinho na equipe titular durante os primeiros minutos. Depois, remontou o time diversas vezes, utilizando Maicon, Bernard, Hernanes e até Jô.

“Em frente tínhamos um rival muito bem posto e só nos resta exaltar a Alemanha pelo jogo que teve. Estamos tristes, com um sentimento de dor muito grande, mas a vida continua. Precisamos aprender com os erros. O futebol não acaba aqui”, afirmou o jogador do Barcelona.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Daniel Alves criticou a exposição do time de Luiz Felipe Scolari durante sua preparação