Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Delírio alemão vai de “orgasmo do ano” a “futebol mais bonito do mundo”

São Paulo (SP)

Os principais jornais estrangeiros não demoraram a repercutir a goleada história sofrida pela Seleção Brasileira diante da Alemanha, por 7 a 1, na semifinal da Copa do Mundo. Os alemães, obviamente, foram os que mais comemoraram o resultado histórico. Ainda assim, os argentinos, rivais históricos do Brasil, aproveitaram o vexame do time de Felipão para provocar.

Com a bola rolando no Mineirão, já era possível ver algumas manchetes sobre o jogo. Desta forma, em um primeiro tempo vencido pela Alemanha por 5 a 0, os jornais classificavam como a pior atuação na história do Brasil. Outras palavras como “desonra”, “vexame” e “humilhação histórica” também foram usadas para descrever o que foi visto em Belo Horizonte.

Alemanha

O jornal Bild destacou com cinco capas diferentes a derrota brasileira. Desde o 5º gol, os alemães já mostravam o êxtase com o resultado:

- “5 a 0, 5 a 0, 5 a 0, 5 a 0 e 5 a 0!!”
- “Orgasmo do ano” (Ao fim do primeiro tempo)
- “O futebol mais bonito do mundo” (Após o sexto gol marcado)
- “E já se prepare para a Holanda” (Já prevendo que a Laranja Mecânica vai à final)
- “Obrigado, nós amamos vocês”

Reprodução
Ao final da partida, o jornal alemão 'Bild' se rendeu à seleção e fez uma declaração de amor aos jogadores

Argentina

Conhecido por sempre provocar a Seleção Brasileira, maior rival do país, o jornal argentino Olé aproveitou a ocasião para brincar mais uma vez e enaltecer a Alemanha, carrasca dos 'hermanos' no último Mundial (goleada por 4 a 0, nas quartas de final). Ao longo do jogo, o veículo foi alterando sua manchete:

- “Pentateutón” (Ao fim do primeiro tempo)
- “Decime que seis siente” (Após o sexto gol marcado)
- “Decime que se ‘siete’” (uma referência à música “Me diz o que sente”, cantada pelos argentinos nesta Copa)

Reprodução
Sempre provocador, 'Olé' usou uma música cantada pelos argentinos nesta Copa para brincar com o Brasil

Confira outras manchetes pelo mundo:

Marca (Espanha)
“Alemaniazo” e “Eterna desonra”

Ovación (Uruguai)
“Nocaute mundial”

Depor (Peru)
“Os piores 45 minutos da história do Brasil”

USA Today
“Oh. Mein. Gott. (Oh meu deus em alemão)”

El Gráfico (Chile)
“Aí ficou o Brasil: Alemanha humilha o dono de casa e vai pelo título”

La Gazzeta dello Sport (Itália)
“Brasil, humilhação histórica”

L'Equipe (França)
"O desastre"

Telesport (Holanda)
"Humilhação brasileira"