Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Deschamps rebate críticas e defende permanência de Benzema e Giroud

Ribeirão Preto (SP)

Se o torcedor da França chegou desconfiado à Copa do Mundo, principalmente após o péssimo desempenho da equipe na África do Sul, o desempenho demonstrado ao longo da primeira fase fez com que retornasse à empolgação dos Blues. Ainda assim, o time comandado por Deschamps não deixou de ser alvo de críticas, principalmente por causa da falta de movimentação no ataque quando Giroud é escalado ao lado de Benzema.

Nas oitavas de final, a seleção francesa não vinha atuando bem contra a Nigéria, chegou a levar alguns sustos, e só foi buscar a vitória depois que Antoine Griezmann ocupou a vaga de Giroud, modificando o ataque da equipe de Deschamps. Ainda assim, o treinador defende que é possível seguir atuando com dois jogadores com menos movimentação no setor ofensivo.

“Eles podem jogar juntos. Durante a partida, tenho outras opções. Benzema e Giroud não têm o mesmo perfil. São jogadores que conheço desde o início, que às vezes posso mudar em relação ao jogo”, garantiu Deschamps, que mostrou muito bom-humor depois de espantar a desconfiança sobre a seleção e retornar às quartas de final de uma Copa do Mundo.

“Estou sempre bem humorado. Estou muito orgulhoso do time. Os jogadores estão merecendo, fazendo coisas boas desde o início. Tenho muito prazer de estar com eles, vê-los, dirigi-los. É um grande momento”, completou o treinador, que agora terá pela frente a favorita Alemanha, nesta sexta-feira, às 13 horas (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro.

AFP
O treinador Deschamps (esq.) defende a permanência do atacante Giroud (dir.) na equipe titular da França